O mito dos 1.150 jornalistas

19 de junho de 2009 / 18:07 Respostas à Imprensa Enviar por e-mail Enviar por e-mail Imprimir

A+ A-

Nas últimas semanas, tem sido veiculado de forma equivocada por jornais, revistas, sites e blogs o número de 1.150 jornalistas que atuariam na Petrobras. É importante esclarecer que a Companhia conta com 209 jornalistas, dos quais 19 atuam na atividade de assessoria de imprensa. Desses, 12 estão na sede, no Rio de Janeiro, e o restante nos escritórios regionais de comunicação em São Paulo, Brasília e Salvador.

A atividade de comunicação na Petrobras, além de atender à imprensa, também é responsável por publicidade; promoções; marketing; pesquisas; organização de eventos; comunicação digital; produção de vídeos, publicações e imagens; responsabilidade social; patrocínios; relacionamento com partes interessadas  (comunidades das áreas de influência, poder público, clientes, organizações da sociedade civil, comunidade acadêmica, fornecedores, investidores,  público interno etc.), no Brasil e em outros 26  países.

A comunicação na Petrobras é descentralizada, com 38 gerências ligadas às àreas corporativas e unidades de negócio e serviço, e conta com 1.150 pessoas. Dessas, 441 são profissionais de comunicação, formados em jornalismo (209), relações públicas (154) ou publicidade (78) . Os demais 709 são técnicos de nível médio (técnicos, auxiliares, ajudantes, assistentes, secretárias e mensageiros) ou possuem formação superior em outra área (economistas, administradores, engenheiros, analistas de sistemas e outros).

 

Deixe seu comentário

Prezado leitor,

Lembramos que não serão aceitos comentários que tenham conteúdo ou termos ofensivos, nem que sejam desassociados do tema do post. Dúvidas sobre temas diversos devem ser encaminhadas ao Fale Conosco do site.

 caracteres restantes