Patrocínios culturais: carta a O Globo

1 de setembro de 2009 / 19:45 Esclarecimentos Enviar por e-mail Enviar por e-mail Imprimir

A+ A-

32 micsp#

Para conhecer os patrocinadores e apoiadores da 32ª mostra clique na imagem

Com relação à matéria “Petrobras: R$ 46 milhões estão na malha fina” (31/8), publicada por O Globo, a Petrobras esclarece que não faz a análise da prestação de contas de projetos patrocinados via Lei Rouanet, e sim fiscaliza a realização do projeto e o cumprimento das contrapartidas. No caso dos projetos citados na matéria – Festival do Rio, Mostra Internacional de Cinema de São Paulo e restauração digital dos filmes de Joaquim Pedro de Andrade –, todos foram plenamente realizados e cumpriram as contrapartidas de imagem previstas em contrato.

A Petrobras reafirma que a fiscalização do uso dos recursos cabe ao Ministério da Cultura, como estabelece a lei. A respeito da comparação feita pelo jornal sobre os investimentos em projetos culturais no governo anterior e no atual, a Petrobras informa que o aumento dos recursos destinados a patrocínios está vinculado ao desempenho do lucro líquido da Companhia. Nos últimos três anos da gestão anterior (2000, 2001 e 2002), a média do lucro foi de R$ 9,2 bilhões. Na atual gestão, a média dos últimos três anos (2006, 2007 e 2008) subiu para R$ 26,7 bilhões, ou seja, número quase três vezes superior.

Deixe seu comentário

Prezado leitor,

Lembramos que não serão aceitos comentários que tenham conteúdo ou termos ofensivos, nem que sejam desassociados do tema do post. Dúvidas sobre temas diversos devem ser encaminhadas ao Fale Conosco do site.

 caracteres restantes