Financiadores atestam Petrobras: carta a O Globo

2 de setembro de 2009 / 22:29 Esclarecimentos Enviar por e-mail Enviar por e-mail Imprimir

A+ A-

Em relação à matéria “CPI foi decisiva para que Petrobras saísse fortalecida no marco do pré-sal” (2/9), publicada em O Globo, a Petrobras destaca que, mesmo diante de uma crise na economia mundial, a Companhia realizou a maior captação financeira de sua história em 2009, com financiamentos que somaram mais de US$ 31 bilhões: US$ 10 bilhões do China Development Bank, R$ 25 bilhões do BNDES, US$ 2 bilhões do Banco de Crédito a Exportação e Importação dos Estados Unidos (U.S. EximBank) e duas operações em Global Notes, no valor total de US$ 2,75 bilhões para refinanciar empréstimos-pontes no valor total de US$ 6,5 bilhões. Portanto, não é verdadeira a afirmação de que a empresa foi “combalida pela falta de crédito internacional”. O sucesso na obtenção de linhas de financiamento demonstra o reconhecimento do mercado quanto à viabilidade e potencialidade do Plano de Negócios da empresa, um dos maiores do setor de petróleo hoje no mundo.

A Petrobras também esclarece que não houve “superfaturamento” em empreendimentos da empresa, tampouco qualquer “manobra tributária”, como diz o jornal. A opção pelo regime tributário de caixa é respaldada pela Medida Provisória 2.158-35/2001, como já informou a própria Receita Federal.

Assista à entrevista do ex-secretário da Receita Federal, Everardo Maciel, sobre a compensação tributária realizada pela Petrobras. Programa “Entre aspas”, Globonews, de 25/8.

Deixe seu comentário

Prezado leitor,

Lembramos que não serão aceitos comentários que tenham conteúdo ou termos ofensivos, nem que sejam desassociados do tema do post. Dúvidas sobre temas diversos devem ser encaminhadas ao Fale Conosco do site.

 caracteres restantes