Operação Águas Profundas: resposta ao Estadão

7 de outubro de 2009 / 14:16 Respostas à Imprensa Enviar por e-mail Enviar por e-mail Imprimir

A+ A-

jornais3Gostaríamos de obter uma resposta oficial da Petrobras sobre o seguinte levantamento feito por assessoria técnica do PSDB para reportagem que deve sair no segundo clichê do jornal O Estado de S. Paulo de amanhã.

3 das 4 empresas que prestavam serviços para a Petrobras quando foi deflagrada a Operação Águas Profundas, da Polícia Federal, em julho de 2007, continuam contratadas pela companhia. No caso, IESA Projetos Equipamentos e Montagens, IESA Óleo e Gás e Mauá-Jurong. Os contratos referem-se a valores vultosos – cerca de R$ 2 bilhões da IESA e R$ 600 milhões do Estaleiro Mauá (com a Transpetro).

Pergunta-se: a Petrobras não levou em conta o envolvimento dessas empresas na Operação da PF que, inclusive, resultou em ação penal em tramitação na Justiça Federal no Rio de Janeiro? Que medidas foram tomadas para garantir que os nossos contratos não sofreram vícios ou irregularidades?

Os técnicos da Petrobras que participaram da reunião da CPI da Petrobras falaram que uma comissão técnica de alto nível estaria analisando esses contratos. Quando essa comissão começou a analisá-los? Essa comissão é formada por quais funcionários da empresa? O trabalho será concluído quando?

Resposta: A participação das empresas investigadas na Operação Águas Profundas é alvo de uma comissão técnica na Petrobras.

Os trabalhos desta comissão têm como objetivo verificar se há responsabilidade na condição de pessoa jurídica (se houve de fato uma ação corporativa na fraude denunciada pelo MPF) ou se foi uma ação isolada, de responsabilidade individual de pessoas ligadas às empresas.

As conclusões serão encaminhadas para aprovação nos foros competentes, conforme determinado nas normas internas da Companhia.

Leia aqui matéria publicada no Estadão Online “Petrobrás firma contratos com empresas denunciadas pelo MP”.

Deixe seu comentário

Prezado leitor,

Lembramos que não serão aceitos comentários que tenham conteúdo ou termos ofensivos, nem que sejam desassociados do tema do post. Dúvidas sobre temas diversos devem ser encaminhadas ao Fale Conosco do site.

 caracteres restantes