Gabrielli: "Vale a pena produzir no Brasil"

13 de outubro de 2009 / 14:14 Entrevistas Enviar por e-mail Enviar por e-mail Imprimir

A+ A-

Sob o título “Por que vale a pena produzir no Brasil” , o jornal Brasil Econômico desta terça-feira (13/10) traz entrevista exclusiva com o presidente da Petrobras, José Sergio Gabrielli de Azevedo.

O jornal destaca que, muito mais do que fornecer combustíveis e ampliar as reservas de hidrocarbonetos do país, a Petrobras se consolidou como uma espécie de motor do desenvolvimento da indústria nacional. E, como tal, pretende valer-se dos investimentos previstos no pré-sal da Bacia de Santos para viabilizar uma cadeia de fornecedores nacionais competitivos, capazes de abocanhar uma fatia das encomendas da indústria petroleira não só no Brasil, mas também na Costa Oeste da África e do Golfo do México.

Gabrielli  ressalta que a meta, longe de reproduzir modelos ultrapassados, vai ser alcançada não com a proteção, pura e simples, de empresas ineficientes, mas com uma estratégia que deverá resultar na atração de fabricantes estrangeiros para o país. “Não é uma política que se proponha a bancar o custo do produtor nacional de qualquer maneira”, diz Gabrielli. “Essa indústria vai ter que se preparar para o mercado externo. Se tivermos uma indústria com escala e visão internacional, ela atenderá a Petrobras, a economia brasileira e a mundial.”

Deixe seu comentário

Prezado leitor,

Lembramos que não serão aceitos comentários que tenham conteúdo ou termos ofensivos, nem que sejam desassociados do tema do post. Dúvidas sobre temas diversos devem ser encaminhadas ao Fale Conosco do site.

 caracteres restantes