Petrobras entre as mais admiradas do país

19 de outubro de 2009 / 23:36 Reconhecimento Enviar por e-mail Enviar por e-mail Imprimir

A+ A-

A revista Carta Capital promoveu na noite desta segunda-feira (19/10), em São Paulo, a cerimônia de entrega do prêmio “As Empresas Mais Admiradas no Brasil”. O presidente da Petrobras, José Sergio Gabrielli de Azevedo, recebeu os prêmios conquistados pela Companhia em duas categorias: terceiro lugar no ranking das “Dez Empresas Mais Admiradas no Brasil” e sexto lugar na categoria “Agronegócios”.

Durante a cerimônia, Gabrielli discursou como representante dos empresários brasileiros. “Passados nove meses da decisão da Petrobras de investir US$ 174,4 bilhões em cinco anos, vemos com satisfação que nossa premissa de que a economia brasileira estava melhor aparelhada para enfrentar a crise foi confirmada”, lembrou. O presidente ressaltou que o empresariado brasileiro está diante de oportunidades jamais surgidas no país e raramente encontradas globalmente. “O Brasil está vivendo um momento de fabulosas oportunidades de crescimento industrial e social no país, não apenas com as encomendas destinadas ao desenvolvimento da produção no pré-sal, mas também para as cinco unidades de refino que serão construídas e para as necessidades de logística de interligação de tudo isso, representado por milhares de quilômetros de dutos, terminais de apoio e aeronaves.”

Gabrielli destacou a importância da proposta do marco regulatório que estabelece a Petrobras como única operadora no pré-sal, com participação mínima não inferior a 30%. “Isso aumentará a escala de contratações no país e as empresas terão a garantia de que vão se estabelecer aqui para fornecimentos de longo prazo e em grandes volumes”. O presidente também ressaltou que, paralelamente ao desenvolvimento industrial, “os recursos provenientes da partilha de produção das áreas do pré-sal vão proporcionar apropriação de renda pelo Estado para aplicação em um fundo social destinado às atividades prioritárias de combate à pobreza, educação, cultura, ciência e tecnologia e proteção ao meio ambiente.”

O evento contou com as participações do presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, da ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, dos ministros Guido Mantega (Fazenda), Miguel Jorge (Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior), Altemir Gregolin (Pesca e Aqüicultura), Franklin Martins (Secretaria de Comunicação Social), dos governadores José Serra (SP) e Cid Gomes (CE), e do prefeito Gilberto Kassab (São Paulo), além de representantes do empresariado brasileiro.

Sobre o prêmio

A 12ª edição da pesquisa “As Empresas Mais Admiradas no Brasil” tem o objetivo de premiar e destacar as empresas que constroem a respeitabilidade corporativa e, ao mesmo tempo, contribuem para a disseminação da ética empresarial e o desenvolvimento socioeconômico do país. A pesquisa – realizada nos meses de julho e agosto – entrevistou 1238 executivos de 42 setores da Economia.

Os critérios para a eleição foram baseados em 12 fatores-chaves: qualidade de produtos e serviços, compromisso com Recursos Humanos, responsabilidade social, notoriedade, capacidade de competir globalmente, comprometimento com o desenvolvimento sustentável, inovação, qualidade de gestão, compromisso com o país, ética, respeito pelo consumidor e solidez financeira.

Deixe seu comentário

Prezado leitor,

Lembramos que não serão aceitos comentários que tenham conteúdo ou termos ofensivos, nem que sejam desassociados do tema do post. Dúvidas sobre temas diversos devem ser encaminhadas ao Fale Conosco do site.

 caracteres restantes