Prêmio Chatham House 2009 e presidente Lula: respostas à Folha, SBT e Estadão

4 de novembro de 2009 / 22:20 Respostas à Imprensa Enviar por e-mail Enviar por e-mail Imprimir

A+ A-

Sobre a matéria “Brasil de hoje é o Brasil de Lula” (veja trecho que cita a Petrobras), publicada pelo jornal O Estado de S.Paulo nesta sexta-feira (6/11), a Petrobras esclarece que, ao contrário do publicado, não é patrocinadora do Prêmio Chatham House 2009. A Companhia adquiriu uma mesa para seus executivos participarem do evento, que reuniu representantes de empresas mundiais de petróleo, energia e finanças, como Shell, Chevron, HSBC, Santander, Bradesco, Itaú, entre outras. A aquisição de mesa não constitui um contrato de patrocínio.

Anteriormente, a Petrobras já havia respondido a outros véiculos sobre o assunto.

O SBT Brasil entrou em contato com a Petrobras nesta quinta-feira (5/11). O telejornal repercutirá a matéria da Folha de S. Paulo  sobre patrocínio ao Prêmio Chatham House 2009 . Veja abaixo a resposta enviada pela Companhia:

A Petrobras não é patrocinadora do Prêmio Chatham House 2009. A empresa adquiriu uma mesa para seus executivos participarem do evento, que reunirá representantes de empresas mundiais de petróleo, energia, finanças, como Shell, Chevron, HSBC, Santander, Bradesco, Itaú, Telefonica, TAM, entre outras.

Veja também a pergunta da Folha de S.Paulo e a resposta da Petrobras enviada na quarta-feira (4/11):

A Petrobras está entre as patrocinadoras do Prêmio Chatham House 2009. É uma instituição da Inglaterra e o agraciado deste ano é o presidente Lula. Gostaria de saber se é a primeira vez que a empresa é patrocinadora, se já esteve presente na premiação em outros anos (se sim, quais), por que patrocina o prêmio e qual é o patrocínio oferecido.

Aguardo retorno.

Muito obrigada pela atenção,

Petrobras:
A Chatham House congrega personalidades e organizações com foco em relações internacionais. A Petrobras participa do
Prêmio Chatham House 2009 através de uma cota no evento, que reunirá executivos de empresas mundiais de petróleo, energia, finanças, como Shell, Chevron, HSBC, Santander, Bradesco, Itaú, Telefonica, TAM, entre outras.

Leia aqui a matéria “Estatais patrocinam prêmio concedido a Lula em Londres“, publicada na edição desta quinta-feira (5/11) da Folha de S.Paulo.

Deixe seu comentário

Prezado leitor,

Lembramos que não serão aceitos comentários que tenham conteúdo ou termos ofensivos, nem que sejam desassociados do tema do post. Dúvidas sobre temas diversos devem ser encaminhadas ao Fale Conosco do site.

 caracteres restantes