Petrobras e MinC lançam editais no valor de R$ 29,3 milhões

3 de dezembro de 2009 / 18:55 Informes Enviar por e-mail Enviar por e-mail Imprimir

A+ A-

A Petrobras e o Ministério da Cultura anunciaram nesta quinta-feira (3/12) o lançamento das Ações Petrobras/MinC, que marcam a continuidade da parceria iniciada em 2003 na realização de editais de seleção pública e projetos estruturantes. Serão 10 editais e 5 projetos nas mais diversas áreas de cultura, com valor total de R$ 29,3 milhões.

No evento de lançamento, realizado no Palácio Gustavo Capanema, no Rio de Janeiro, estiveram presentes o ministro da Cultura, Juca Ferreira, e o gerente-executivo de Comunicação Institucional da Petrobras, Wilson Santarosa.

“A Petrobras tem sido a empresa que mais se aproxima da política do Ministério da Cultura, se dispondo a incentivar projetos indicados pelo ministério”, afirmou o ministro Juca Ferreira. “Como principal processo de seleção, o edital é fundamental para garantir um acesso amplo e pleno de todas as áreas da cultura.”

Wilson Santarosa destacou que a parceria com o MinC se tornou uma contribuição importante para os investimentos da Petrobras em cultura nos últimos sete anos. As ações com o ministério totalizam, desde o início da parceria, R$ 313 milhões. “Investir na cultura brasileira é uma vocação da Petrobras, que vai continuar investindo não só por meio de renúncia fiscal. Isso é importante para o Brasil e todos os brasileiros”, disse o gerente-executivo.

Em breve, o regulamento dos editais estará no site do Ministério da Cultura .

Lista dos editais e projetos

Prêmio Culturas Indígenas

A terceira edição do Prêmio Culturas Indígenas será lançada em 2010, em homenagem a Marçal Tupã-í, liderança guarani assassinada no Mato Grosso do Sul. Serão investidos mais de R$ 2 milhões em ações de valorização da cultura dos povos indígenas. Cada projeto selecionado receberá R$ 20 mil para contribuir na continuidade das tradições e na manutenção das identidades culturais. A primeira edição foi realizada em 2006 e premiou 82 projetos, envolvendo cerca de 50 mil indígenas. Em 2007, dobrou o número de beneficiados. A edição Xicão Xucuru concedeu o prêmio a 102 iniciativas, atingindo mais de 100 mil pessoas. As duas edições juntas abrangeram 15% da população indígena brasileira.
R$ 2.300.000

Conexão Artes Visuais

Trata-se de um programa de estímulo à produção artística e à reflexão sobre artes visuais no Brasil, realizado pela Funarte. Os proponentes podem inscrever os projetos no formato de sua preferência, possibilitando a expressão de múltiplas tendências artísticas do País. Na sua segunda edição, o edital contemplará 30 projetos voltados para a realização de festivais, salões de arte, mostras, palestras, seminários, performances, mapeamentos, debates, oficinas artísticas, exposições, dentre outros. Na edição anterior, as 35 propostas selecionadas proporcionaram 360 ações gratuitas. Estima-se que cerca de 80 mil pessoas foram diretamente atingidas, em 42 cidades brasileiras. Cada projeto recebeu R$ 59,2 mil para promover atividades de formação de público e geraç&atild e;o de renda, percorrendo diferentes regiões do Brasil e incentivando o intercâmbio de artistas, críticos, produtores e outros profissionais das artes visuais.
R$ 1.996.660

Prêmio Cultura Viva

O projeto pretende mobilizar, reconhecer e dar visibilidade à diversidade de iniciativas culturais. A terceira edição do Prêmio selecionará 12 iniciativas relacionadas ao tema Cultura e Comunicação. Os 120 semifinalistas também receberão um selo de reconhecimento da ação (Selo Prêmio Cultura Viva). Na primeira edição do Prêmio (2005/2006), mais de 1500 inscrições de 500 municípios brasileiros foram analisadas; 9 foram premiadas nas categorias gestão pública, manifestação tradicional e tecnologia sociocultural. Em 2007, a segunda edição contou com mais de 2 mil inscrições de 874 municípios e premiou 21 ações. A partir de 2008, o Prêmio Cultura Viva promoveu encontros presenciais e à distância para continuar a formação dos grupos. Participam do p rojeto de capacitação representantes das 100 iniciativas semifinalistas da primeira edição, 120 da segunda e 120 Pontos de Cultura contemplados com o Prêmio Escola Viva (2007).
R$ 2.500.000

Programa de Restauro de Filmes

Nesta segunda edição serão investidos R$ 3,5 milhões no Programa, realizado pela Cinemateca Brasileira, com o objetivo de preservar obras relevantes da filmografia nacional. Longas e curtas-metragens poderão participar. As novidades desta edição incluem trabalhos em cor e a possibilidade de restauração digital. Também serão investidos recursos para a prestação dos serviços de restauração digital e/ou fotoquímica, assim como para o aparelhamento dos Laboratórios de Imagem e Som da Cinemateca. Em 2007 foram envolvidos no trabalho de restauração 14 longas e 228 curtas-metragens. Os projetos pré-selecionados no edital de 2007 e não contemplados por questões orçamentárias, que compõem o Banco de Projetos do Programa de Restauro, concorrerão automaticamente na próxima edição.
R$ 3.500.000

Projeto Revelando os Brasis – Ano IV

Dirigido a moradores de municípios brasileiros de até 20 mil habitantes, o projeto seleciona 40 histórias que serão transformadas em produções audiovisuais em vídeo digital e oferece aos ganhadores oficina de formação em roteiro, direção, produção, fotografia e câmera, som, edição, direção de arte, mobilização e direitos autorais. O objetivo é contribuir na democratização da experiência audiovisual e na formação de público. Os programas produzidos, de 15 minutos, são exibidos nos municípios envolvidos e nas capitais dos estados participantes. Os vídeos transformaramse também em uma série de televisão, exibida pelo Canal Futura. A produção será reunida em um DVD distribuído gratuitamente a bibliotecas, secretarias de cult ura e instituições culturais, além de circular em festivais nacionais e internacionais.
R$ 2.108.462

Prêmio Inclusão Cultural da Pessoa Idosa

A segunda edição do Prêmio Inclusão Cultural da Pessoa Idosa será realizada em 2010, com previsão de R$ 1 milhão. Em 2007, quando o prêmio foi lançado, concorreram 265 iniciativas, das quais 20 foram selecionados. Mais de 10 mil pessoas participaram de atividades culturais voltadas para esse grupo etário. A premiação tem como objetivo ampliar o reconhecimento, a valorização e a visibilidade das expressões culturais e identitárias dos idosos, de forma a contribuir para a garantia de seus direitos sociais e culturais.
R$ 993.750

Feira Música Brasil

A Feira Música Brasil 2009 será realizada de 9 a 13 de dezembro, em Recife, com o tema Música Tocando Negócios. Público e profissionais do segmento participam de rodadas de negócios, painéis de debate, oficinas e palestras de capacitação, estandes de exposição, mostra de filmes e grandes shows. O volume de negócios gerado na Feira Música Brasil 2007 alcançou R$ 29,1 milhões, superando a expectativa inicial de receita de R$ 5 milhões. Mais de duas mil pessoas circularam na primeira edição da Feira, que contou com 900 inscritos nas conferências e rodadas de negócios, além de 550 reuniões comerciais, das quais participaram 93 empresas nacionais e internacionais.
R$ 2.400.000

Implantação Brasiliana USP

Projeto da Reitoria da Universidade de São Paulo, concebido e desenvolvido pela Biblioteca Brasiliana Guita, o Brasiliana USP prevê a formação de um Centro de Conservação e Restauro do Livro e do Papel, a ser criado com o nome de Centro Guita Mindlin (CGM) – responsável pela implantação de um laboratório e de um conjunto de atividades de formação e de capacitação de profissionais do Sistema Integrado de Bibliotecas da USP e de outras instituições. O projeto conta também com a oferta de cursos de especialização ou de pós-graduação lato-senso para qualificar técnicos e profissionais do restauro no Brasil. Além disso, será constituído um Centro de Estudos do Livro (CEL), para congregar pesquisadores e iniciativas interdisciplinares referentes ao estudo do livro, sua materialidade, novas tecnologias e a civilização do livro.
R$ 5.000.000

Edital Design Contemporâneo

A iniciativa tem como objetivo principal apresentar projetos de design de mobiliário a ser utilizado em equipamentos culturais federais (Espaços e Bibliotecas Mais Cultura). Visa promover o design no Brasil como um sistema capaz de propor soluções criativas e culturais, que têm no simbólico e na tecnologia um modo de agregar valor e de promover o desenvolvimento sustentável. O projeto terá a duração de um ano e será composto por quatro produtos: prêmio design de mobiliário; exposição de artes dos projetos e protótipos selecionados; catálogo com o registro editorial de todo o projeto; seminário sobre novos modelos sustentáveis de desenvolvimento por meio do design.
R$ 1.576.800

Edital Concurso de Fomento à Produção de Programas Radiofônicos

O primeiro concurso de fomento a programas radiofônicos é um projeto proposto pela Associação das Rádios Públicas do Brasil (ARPUB) focado na retomada da produção, veiculação e valorização dos conteúdos feitos para o Rádio. Tem como objetivo apoiar a produção independente de obras radiofônicas realizadas por produtoras, estudantes e profissionais de comunicação, e estimular a diversidade regional na produção de programas de rádio. Serão selecionados 40 projetos de programas radiofônicos em todo o Brasil, que serão veiculados pelas emissoras públicas associadas à ARPUB e ficarão à disposição para veiculação em rádios não-comerciais.
R$ 974.000

Portal das Artes

Nova ferramenta de comunicação do setor cultural, o Portal das Artes colocará ao alcance do público novos itens digitalizados do acervo do centro de documentação da Funarte, que reúne material valioso para a preservação da memória das artes no país. O Portal integra todos os ambientes on-line da Funarte. Ao acessá-lo, o internauta poderá também inscrever-se para participar dos projetos da Fundação, adquirir informações atualizadas no Mapa de Teatros do Brasil e pesquisar a programação dos espaços culturais da instituição no Rio de Janeiro, São Paulo, Belo Horizonte e Brasília.
R$ 1.000.000

Cinema Nacional Legendado e Áudio-Descrito Versão Videoteca

Criado e desenvolvido em 2006, reeditado em 2007, o projeto abriu as portas do cinema nacional para um novo público. Tem como objetivo garantir, através do cinema, a difusão da cultura brasileira para surdos e cegos. Consiste na legendagem e na narração de 60 filmes nacionais, já disponíveis em vídeo, utilizando as tecnologias de legenda oculta (closed caption) e audiodescrição. Ao todo serão produzidos 200 kits: 50% com legenda oculta, voltadas para as pessoas surdas, e 50% com audiodescrição, para os cegos. Os kits serão distribuídos gratuitamente a entidades que trabalham com esses públicos, em todos os Estados brasileiros.
R$ 450.000

Revista de História da Biblioteca Nacional

Criada em julho de 2005, a Revista de História da Biblioteca Nacional vem
mostrando ao público brasileiro uma nova maneira de conhecer a nossa história. Apresenta mensalmente a milhares de leitores de todo o país o acervo de documentos, obras raras e iconografia da Fundação Biblioteca Nacional. Os textos dedicados à história são produzidos por especialistas de diversas universidades e centros de pesquisa, em uma linguagem acessível, sobre temas relacionados à formação do Brasil, como patrimônio histórico brasileiro, lutas sociais, ensino e educação, literatura e marcos da trajetória da nação.
R$ 1.500.000

Edital Arte e Cultura Inclusivas

Concurso, com abrangência nacional, direcionado a artistas com deficiência. Serão selecionados 31 projetos nas áreas de teatro, dança, música e artes visuais. Visa garantir a pessoas com deficiência a oportunidade de desenvolver e utilizar seu potencial criativo, artístico e intelectual como forma de inclusão social.
R$ 576.690

Programa de Apoio à Difusão do Conhecimento Arqueológico

O programa está em sua 3ª edição e tem o intuito de apoiar financeiramente
projetos de difusão do conhecimento arqueológico, em nível nacional, com foco na democratização do conhecimento científico no campo do patrimônio arqueológico, voltado principalmente para sua apropriação por populações locais e regionais. O programa é realizado pela Sociedade de Arqueologia Brasileira e o Centro Nacional de Arqueologia (Iphan/MinC).
R$ 2.500.000

Deixe seu comentário

Prezado leitor,

Lembramos que não serão aceitos comentários que tenham conteúdo ou termos ofensivos, nem que sejam desassociados do tema do post. Dúvidas sobre temas diversos devem ser encaminhadas ao Fale Conosco do site.

 caracteres restantes