Licitação: respostas enviadas ao Valor Econômico

4 de dezembro de 2009 / 09:29 Respostas à Imprensa Enviar por e-mail Enviar por e-mail Imprimir

A+ A-

Veja as perguntas e respostas enviadas em 26/11* ao jornal Valor Econômico:

Valor Econômico: Por que a Petrobras desqualificou uma prestadora de serviços com contrato em vigor (ainda) mesmo com oferta R$ 46 milhões menor que a proposta vencedora? Existe algum problema com relação aos serviços dessa empresa?
Petrobras: Controles internos da Petrobras identificaram não-conformidades administrativas na execução pela Aibel de um contrato vigente de construção e montagem industrial, que motivaram uma sanção contratual àquela empresa.

Valor Econômico: Apuramos que a comissão de licitação da Petrobras jamais explicou as razões da desqualificação e agora ela se prepara para demitir 1.100 funcionários.
Petrobras: A Aibel foi comunicada da decisão de suspensão cadastral, pelas não-conformidades ocorridas na execução contrato vigente de construção e montagem industrial. A transição entre contratos de prestação de serviços ocorre sem transtornos para os trabalhadores na Bacia de Campos, porque os serviços não são descontinuados, e as empresas que assumem os novos contratos aproveitam a mão-de-obra especializada dos contratos que se encerram.

Leia a matéria  Engevix analisa compra da Aibel no Brasil  publicada na edição desta sexta-feira (4/12)  no Valor Econômico.

Deixe seu comentário

Prezado leitor,

Lembramos que não serão aceitos comentários que tenham conteúdo ou termos ofensivos, nem que sejam desassociados do tema do post. Dúvidas sobre temas diversos devem ser encaminhadas ao Fale Conosco do site.

 caracteres restantes