Até março de 2010, 78 mil pessoas qualificadas pelo Prominp

6 de dezembro de 2009 / 12:05 Informes Enviar por e-mail Enviar por e-mail Imprimir

A+ A-

Bons resultados já são comemorados desde a criação do Programa de Mobilização da Indústria Nacional de Petróleo e Gás Natural (Prominp) . A participação da indústria brasileira nos investimentos do setor aumentou de 57% em 2003 para 75% no terceiro trimestre de 2009. Por meio do Programa, inúmeras ações têm sido realizadas no País. Além de uma parceria da Petrobras e BNDES para dimensionar a necessidade de ampliação da capacidade produtiva, foi estruturado, em 2006, o Plano Nacional de Qualificação Profissional, que prevê capacitar, por meio de cursos gratuitos, milhares de profissionais nos estados do país com empreendimentos previstos.

Até março de 2010, o programa qualificará 78 mil pessoas, em 15 estados do país. Além destes profissionais, foi identificada a necessidade de qualificação de mais 207 mil pessoas até 2013, em 185 categorias profissionais e 13 estados do país, com previsão de recursos adicionais da ordem de R$ 550 milhões.

Segundo levantamento recente feito junto ao Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), do Ministério do Trabalho e Emprego, identificou-se que 81% dos profissionais qualificados pelo Programa estão empregados no mercado de trabalho formal, na cadeia de petróleo e gás.

Convênio Petrobras-Sebrae

Da primeira fase do Convênio Petrobras-Sebrae, firmado em 2004 com o objetivo de promover a inserção competitiva e sustentável de micro e pequenas empresas na cadeia produtiva de petróleo, até hoje, mais de 2.500 micro e pequenas empresas foram capacitadas para se tornarem fornecedoras da cadeia produtiva de petróleo e gás. Neste período, foram realizadas mais de 50 Rodadas de Negócios em todos os estados envolvidos, gerando para essas empresas um volume de negócios em torno de R$ 2 bilhões no fornecimento de bens e serviços.

Missões Internacionais

Também têm sido viabilizadas missões internacionais em pólos mundiais fornecedores de bens e serviços estratégicos para o setor de petróleo e gás natural. O objetivo é estimular a associação entre empresas brasileiras e estrangeiras, para investimentos no Brasil. Até novembro de 2009 foram realizadas missões internacionais no Japão, Itália, Coreia, Cingapura, Reino Unido e Canadá.

Em 2009, o Prominp, coordenado pela Petrobras, trabalhou no desenvolvimento de iniciativas voltadas para a adequação da indústria nacional de bens e serviços às demandas futuras de petróleo e gás, com foco na atualização tecnológica e na ampliação da capacidade produtiva. Por esta razão, além do grande projeto de qualificação de pessoas, a estruturação do Plano de Desenvolvimento Tecnológico Industrial e dos Pólos Supridores Regionais, tornou-se prioridade entre as ações do Programa. Para a realização bem-sucedida dessas ações, foi fundamental o engajamento de diversos atores da indústria, como a Petrobras, as empresas fornecedoras do setor, as instituições de pesquisa e o próprio Governo.

Deixe seu comentário

Prezado leitor,

Lembramos que não serão aceitos comentários que tenham conteúdo ou termos ofensivos, nem que sejam desassociados do tema do post. Dúvidas sobre temas diversos devem ser encaminhadas ao Fale Conosco do site.

 caracteres restantes