Biodiesel com óleo de mamona já é realidade

8 de dezembro de 2009 / 14:11 Informes Enviar por e-mail Enviar por e-mail Imprimir

A+ A-

A Petrobras Biocombustível concluiu, dia 15 de novembro, o processo tecnológico que permite à empresa produzir biodiesel com óleo de mamona, dentro das especificações técnicas da ANP – Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis.  O trabalho foi desenvolvido pelo Centro de Pesquisa da Petrobras (Cenpes) na Usina de Guamaré, no Rio Grande do Norte, em regime de operação contínua e garantiu à Petrobras o domínio completo da tecnologia para a produção de biodiesel a partir da mamona. O biodiesel foi obtido com uma mistura de 30% de óleo de mamona e 70% de óleo de girassol, ambos produzidos pela agricultura familiar nos programas de suprimento de oleaginosas da empresa.

A utilização da mamona como matéria-prima para a produção de biodiesel também já é uma realidade para a usina da Petrobras Biocombustível em Candeias, na Bahia. No dia 30 de novembro, a unidade fez a primeira entrega de biodiesel com óleo de mamona em sua composição. O carregamento faz parte de um lote de 925 toneladas que estão sendo entregues às distribuidoras.

O óleo de mamona utilizado também é produzido pela empresa desde o dia 28 de outubro, já foram processadas até o momento 2.112 toneladas de mamona. Toda a matéria-prima vem do programa de suprimento de oleaginosas, desenvolvido pela Petrobras Biocombustível em parceria com a agricultura familiar. Este domínio de tecnologia fortalece a estratégia da empresa de diversificação de matérias primas para a produção de biodiesel, estimulando os mercados agrícolas regionais.

Ampliação

As três plantas comerciais da Petrobras Biocombustível tiveram a capacidade de produção anual aumentada em 90%. As unidades passaram dos atuais 57 milhões para 108 milhões de litros. Com este acréscimo, a capacidade instalada da Petrobras Biocombustível atinge 324 milhões de litros de biodiesel por ano.

O projeto de aumento de capacidade, parceria da Petrobras Biocombustível com o Cenpes, avaliou a capacidade dos equipamentos instalados e revisou processos industriais para efetuar os ajustes necessários.

A Petrobras Biocombustível também adquiriu 50% da BSBIOS Marialva com investimento de R$ 55 milhões. Localizada em Marialva, no Paraná, a usina terá capacidade para produzir 120 milhões de litros de biodiesel por ano e entra em operação no segundo trimestre de 2010. Este é o primeiro empreendimento em parceria da empresa.

Incentivo à Agricultura Familiar

A Petrobras Biocombustível implementa em suas três unidades industriais amplo programa de suprimento agrícola no semiárido brasileiro. As unidades possuem o “Selo Combustível Social”. Isto significa que 30% do suprimento de oleaginosas são oriundos da agricultura familiar, seguindo as diretrizes do Programa Nacional de Produção e Uso do Biodiesel, do Governo Federal, para as regiões onde estão localizadas. E entre as condições impostas para a obtenção e manutenção do “Selo Combustível Social” está não somente a aquisição de grãos de pequenos agricultores, mas também a prestação de assistência técnica agrícola.

A empresa firma contratos com prazo de cinco anos, que garantem o fornecimento de sementes certificadas e logística para o transporte da produção. Os contratos são negociados junto às entidades de classes dos agricultores familiares e asseguram compra da produção por preço de mercado ou pelos valores estabelecidos no Programa de Garantia de Preços para Agricultura Familiar (PGPAF), caso se apresentem mais vantajosos ao produtor.

A Petrobras Biocombustível tem hoje entre seus fornecedores mais de 55 mil agricultores familiares, no Nordeste e em Minas Gerais. A meta é atingir 80 mil contratos.

Investimentos

A Petrobras Biocombustível é a empresa que mais investe no segmento no País.  No período de 2009 a 2013, serão investidos US$ 2,8 bilhões no negócio de biocombustíveis. Desse total, US$ 2,4 bilhões serão destinados à produção de biodiesel e etanol, enquanto US$ 400 milhões serão voltados para infraestrutura, como construção de alcooldutos. Os recursos representam um aumento de 87% em relação ao plano anterior.

A empresa tem metas definidas de crescimento. O objetivo é chegar a 2013 com produção equivalente a 25% do biodiesel e 10% do etanol consumidos no Brasil.

A Petrobras Biocombustível investirá ainda em novos projetos de produção de biodiesel. Uma nova usina será localizada no Norte do País e terá capacidade de produzir 115 milhões de litros de biodiesel por ano.

Pesquisas

A Petrobras destinará US$ 530 milhões para pesquisas em biocombustíveis nos próximos cinco anos. Por meio do Centro de Pesquisas e Desenvolvimento da Petrobras (Cenpes) e em parceria com outras entidades governamentais e privadas, existem projetos de pesquisa de matérias-primas alternativas e de melhoria das variedades existentes, principalmente do girassol, mamona, palma (dendê), macaúba e pinhão manso, além de desenvolvimento de tecnologias industriais.

Deixe seu comentário

Prezado leitor,

Lembramos que não serão aceitos comentários que tenham conteúdo ou termos ofensivos, nem que sejam desassociados do tema do post. Dúvidas sobre temas diversos devem ser encaminhadas ao Fale Conosco do site.

 caracteres restantes