Etiquetagem veicular: saiba o consumo de combustível do seu carro

14 de dezembro de 2009 / 09:30 Informes Enviar por e-mail Enviar por e-mail Imprimir

A+ A-

Estão disponíveis nos portais do Conpet (www.conpet.gov.br) e do Inmetro (www.inmetro.gov.br) as informações a respeito dos modelos de veículos participantes do Programa Brasileiro de Etiquetagem Veicular em 2010. As empresas Fiat, Kia, Honda, Renault, Toyota e Volkswagen aderiram voluntariamente ao programa e incluíram 67 modelos de veículos. A quantidade dobrou em comparação a 2009.

Os carros são classificados de A a E, sendo A o mais econômico. O desempenho do automóvel em relação ao consumo de combustível deve ser comparado por categoria: sub-compacto, compacto, médio, grande, carga derivados de passageiros, comercial e fora-de-estrada.

A adesão dos fabricantes e importadores ao programa é renovável a cada ano. Ao decidir participar, a montadora deve testar seus veículos em laboratório, e informar os dados do consumo de combustível e da eficiência energética dos modelos no manual do proprietário e nos pontos de venda. Essas informações também podem ser consultadas na Etiqueta Nacional de Conservação de Energia para Veículos, afixada opcionalmente pelos fabricantes nos vidros dos carros. A etiqueta é semelhante àquela utilizada em eletrodomésticos.

O Programa Brasileiro de Etiquetagem Veicular, lançado em novembro de 2008, é uma iniciativa do Inmetro em parceria com o Conpet – Programa Nacional da Racionalização do Uso dos Derivados do Petróleo e do Gás Natural. O Conpet é implementado pela Petrobras com o objetivo de desenvolver ações que promovam uma cultura antidesperdício e estimulem o uso racional dos combustíveis em residências, indústrias e no transporte. O Conpet já participa do Programa Brasileiro de Etiquetagem, coordenado pelo Inmetro, para fogões e aquecedores de água a gás.

A etiquetagem veicular inclui o Brasil na lista dos países que desenvolvem programas de eficiência energética e de uso racional de combustível em veículos. A experiência mundial mostra que esses programas, voluntários ou compulsórios, induzem à fabricação de veículos mais eficientes, beneficiando o consumidor e o meio ambiente.

Deixe seu comentário

Prezado leitor,

Lembramos que não serão aceitos comentários que tenham conteúdo ou termos ofensivos, nem que sejam desassociados do tema do post. Dúvidas sobre temas diversos devem ser encaminhadas ao Fale Conosco do site.

 caracteres restantes