PetroquímicaSuape recebe financiamento do BNDES

18 de dezembro de 2009 / 15:15 Informes Enviar por e-mail Enviar por e-mail Imprimir

A+ A-

A Companhia Petroquímica de Pernambuco (PetroquímicaSuape) e a Companhia Integrada Têxtil de Pernambuco (Citepe) receberam limite de crédito do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) no valor de R$ 2,6 bilhões para o financiamento da construção do Complexo PetroquímicaSuape. As duas empresas são 100% controladas pela Petrobras Química S.A. (Petroquisa), subsidiária integral da Petrobras.

O valor poderá ser sacado pelas empresas em diferentes parcelas, de acordo com a evolução da obra. O prazo médio estimado do financiamento é de 12 anos, com amortização mensal, carência média de dois anos e meio, e custo em linha com as captações da Petrobras, que atua como garantidora da operação.

O Complexo encontra-se em estágio adiantado de implantação no município de Ipojuca (PE), em terreno contíguo às instalações da Refinaria Abreu e Lima, e suas primeiras unidades devem entrar em operação durante o segundo semestre de 2010. O valor do investimento é de aproximadamente R$ 4 bilhões, composto por uma unidade com capacidade para 700 mil toneladas ano (kta) de Ácido Tereftálico Purificado (PTA), associada a uma segunda planta capaz de produzir 240 mil kta de filamentos de poliéster (POY) e uma terceira produtora de 450 kta de politereftalato de etileno (PET).

O empreendimento garantirá a retomada da produção nacional de PTA, substância chave na autossuficiência na cadeia de poliéster, e a duplicação da capacidade brasileira de produção de PET, o que deverá reduzir a necessidade de importação de fios de poliéster e gerar economia de divisas para o país de, aproximadamente, US$ 1 bilhão ao ano.

Deixe seu comentário

Prezado leitor,

Lembramos que não serão aceitos comentários que tenham conteúdo ou termos ofensivos, nem que sejam desassociados do tema do post. Dúvidas sobre temas diversos devem ser encaminhadas ao Fale Conosco do site.

 caracteres restantes