A volta da gasolina: resposta a O Globo

9 de fevereiro de 2010 / 19:56 Esclarecimentos Enviar por e-mail Enviar por e-mail Imprimir

A+ A-

Em relação ao artigo publicado em O Globo, em 05/02, intitulado “A volta da gasolina“, a Petrobras esclarece que, mais que uma petrolífera, é uma empresa de energia com atuação ampla, seja na área de combustíveis fósseis, seja na área de energias renováveis. Portanto, não faria sentido supor seu interesse em prejudicar um setor em que também atua.

Nas vendas de gasolina “A” (isenta de álcool) a seus clientes (companhias distribuidoras), a Petrobras recebe atualmente, em média, R$ 1,056/litro. Tal valor corresponde a 30% do preço de gasolina “C” na bomba (com 25% de álcool anidro) e a cerca de 33% do preço se o teor de álcool anidro for igual a 20% (01.02.2010 a 30.04.2010). É determinado em função da alternativa de importação de gasolina “A” diretamente pelas distribuidoras ou por quaisquer empresas qualificadas, com base nas cotações no mercado internacional, acrescidas dos custos de transporte e de outras despesas para suprimento às diferentes regiões do Brasil, além do câmbio, sem repasse de volatilidades.

A comparação apresentada na imprensa entre o preço da gasolina no Brasil e os preços do produto em outros países revela-se bastante simplista, pois toma por base informações que, além de pontuais, desconsideram as diferenças entre as respectivas estruturas e modelos de comercialização, diferentes custos logísticos, diferentes cargas tributárias, eventuais subsídios, disponibilidade de produto e sazonalidades regionais, adição ou não de álcool, entre outros aspectos.

As exportações ocorrem quando representam uma oportunidade comercial vantajosa associada à disponibilidade do produto, mas sempre priorizando o mercado nacional.

Quanto às refinarias em construção, quatro serão voltadas à produção de diesel. E, diferentemente do proposto no citado artigo, a única com foco na produção de gasolina não terá capacidade que possa provocar reversão da demanda de mercado.

Deixe seu comentário

Prezado leitor,

Lembramos que não serão aceitos comentários que tenham conteúdo ou termos ofensivos, nem que sejam desassociados do tema do post. Dúvidas sobre temas diversos devem ser encaminhadas ao Fale Conosco do site.

 caracteres restantes