Obras da Petrobras e TCU: carta ao Correio Braziliense

11 de fevereiro de 2010 / 20:19 Esclarecimentos Enviar por e-mail Enviar por e-mail Imprimir

A+ A-

Em relação à nota publicada hoje (11/2) na coluna “Brasília-DF”, assinada por Luiz Carlos Azedo, a Petrobras esclarece que não está e jamais esteve “acima de qualquer controle”, como afirma o colunista. A Companhia tem prestado esclarecimentos regularmente ao TCU e já entregou cerca de quinze mil páginas de documentos e vários CDs ao Tribunal. Técnicos da Petrobras realizaram mais de uma dezena de reuniões de ajustes com auditores do Tribunal. O próprio presidente da Petrobras e a diretoria já estiveram pessoalmente, mais de uma vez, no TCU com o intuito de colaborar com as apurações e entendimentos.

A Companhia tem suas contas analisadas de forma permanente e contínua, por auditorias internas e externas, pela CGU e TCU, além de cumprir todas as exigências da Comissão de Valores Mobiliários (CVM), da lei Sarbannes-Oxley e da Securities and Exchange Commission (SEC), dos EUA. Seus balanços são auditados por auditoria independente como determina a Lei das Sociedades Anônimas. É equivocada também a afirmação de que a Petrobras “não respeita a Lei de Licitações”. A Companhia segue estritamente a legislação, conduzindo suas licitações com base no Decreto 2.745, de 1998 (que regulamenta a Lei do Petróleo 9.478, de 1997). O decreto foi elaborado para atender a dinâmica de um setor em ambiente de livre competição com outras empresas, no qual a agilidade é fundamental para o desenvolvimento das atividades operacionais com economicidade e rentabilidade.

Leia abaixo outras matérias sobre o assunto nos jornais:

Folha de S. Paulo: “Congresso libera a obra suspeita

O Estado de S. Paulo: “Congresso mantém veto que garante verba a Petrobrás

O Globo: “Congresso mantém veto para obras suspeitas“ 

Jornal do Brasil: “Congresso mantém vetos de Lula

Deixe seu comentário

Prezado leitor,

Lembramos que não serão aceitos comentários que tenham conteúdo ou termos ofensivos, nem que sejam desassociados do tema do post. Dúvidas sobre temas diversos devem ser encaminhadas ao Fale Conosco do site.

 caracteres restantes