Petrobras assina contratos para implementação do Comperj

8 de março de 2010 / 09:17 Informes Enviar por e-mail Enviar por e-mail Imprimir

A+ A-


Nesta segunda-feira (8/3), foi realizada cerimônia de assinatura de contratos para a implementação do Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro (Comperj), em Itaboraí (RJ). O evento contou com a presença do presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, de ministros de Estado, do governador do Estado do Rio de Janeiro e outras autoridades. Representaram a Petrobras o diretor de Abastecimento Paulo Roberto Costa e a diretora de Gás e Energia da Petrobras, Graça Foster.

O presidente Lula afirmou que serão gerados muitos empregos na região do pólo petroquímico e que esses empregos vão gerar poder de consumo, distribuição de renda e capacitação de pessoas. “Uma indústria petroquímica é muito importante no desenvolvimento de uma nação. Nós queremos deixar de ser importadores para exportar produtos de segunda e terceira e gerações. Vamos acompanhar o desenvolvimento científico e tecnológico para que o Brasil seja definitivamente livre e soberano”, disse o presidente.

O diretor de Abastecimento e presidente em exercício da Petrobras, Paulo Roberto Costa, afirmou que a Companhia tem como objetivo obter preços competitivos em todos os grandes empreendimentos, seja em refinarias, plataformas ou no Complexo Petroquímico. “No Comperj, por exemplo, em três contratos, conseguimos uma economia de R$2,5 bilhões entre a primeira proposta e a proposta que assinamos”, afirmou Paulo Roberto Costa.  
 
Foram assinados dois contratos para a construção das unidades de Destilação Atmosférica a Vácuo e Hidrocraqueamento Catalítico do Complexo. Também foi firmado aditivo contratual com a Cedae e acordo de cooperação entre o Ministério das Cidades, o Ministério de Minas e Energia, o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), a Caixa Econômica Federal (CEF) e a Petrobras.
 
Com a empresa estadual de águas, o aditivo contratual – no valor de R$56 milhões -, tem como objetivo a construção de adutora pela Petrobras, tendo como contrapartida o fornecimento de água tratada pela Cedae para as obras do Complexo Petroquímico. De acordo com o aditivo, a Petrobras construirá todas as facilidades para o atendimento de água ao Comperj. Com a obra concluída, o suprimento de água potável será disponibilizado para a região de Itaboraí.

O acordo de cooperação tem como objetivo viabilizar a atuação dos participantes, de forma articulada, para o planejamento, detalhamento e coordenação de ações e investimentos voltados à promoção do desenvolvimento, com inclusão social e responsabilidade socioambiental, no âmbito das administrações municipais do Consórcio Intermunicipal da Região Leste Fluminense (Conleste). O acordo prevê a viabilização de projetos de infraestrutura urbana e social, saneamento, transporte, educação e habitação.

Deixe seu comentário

Prezado leitor,

Lembramos que não serão aceitos comentários que tenham conteúdo ou termos ofensivos, nem que sejam desassociados do tema do post. Dúvidas sobre temas diversos devem ser encaminhadas ao Fale Conosco do site.

 caracteres restantes