Marinha e Petrobras unidas para modernizar escolas

22 de março de 2010 / 09:06 Reportagens Enviar por e-mail Enviar por e-mail Imprimir

A+ A-

A matéria “Marinha e Petrobras unidas para modernizar escolas ”, publicada domingo (21/3) no jornal O Globo, explica que, da mesma forma que faltam engenheiros e técnicos para atender à demanda da retomada da indústria naval no país, oficiais da Marinha Mercante – responsáveis pelo comando e funcionamento dos navios – também têm sido cada vez mais disputados por empresas do setor. Segundo o Sindicato Nacional dos Oficiais da Marinha Mercante (Sindmar), a expectativa é de que 1.800 postos de trabalho sejam gerados para esse tipo de profissional, em todo o país, até 2015.

De acordo com o jornal, para amenizar a falta de pessoal qualificado no mercado, os centros de instrução Almirante Graça Aranha (Ciaga), em Olaria, e Almirante Braz de Aguiar (Ciaba), no Pará – únicas escolas de formação de oficiais no Brasil – estão passando por um amplo projeto de revitalização. Desta forma, vão ampliar o quadro de vagas.

Em fevereiro do ano passado, a Diretoria de Portos e Costas (DPC) da instituição assinou dois termos de cooperação com a Petrobras, no valor de R$ 78 milhões, para o desenvolvimento de 45 projetos nos dois centros de instrução, como obras de modernização de laboratórios e equipamentos instrucionais, aumento da capacidade de alojamento para alunos e ampliação do corpo docente.

Leia  também: Petrobras assina acordo de cooperação com a Marinha do Brasil 

Deixe seu comentário

Prezado leitor,

Lembramos que não serão aceitos comentários que tenham conteúdo ou termos ofensivos, nem que sejam desassociados do tema do post. Dúvidas sobre temas diversos devem ser encaminhadas ao Fale Conosco do site.

 caracteres restantes