Diesel dentro do acordo: carta ao Correio Braziliense

1 de abril de 2010 / 20:06 Esclarecimentos Enviar por e-mail Enviar por e-mail Imprimir

A+ A-

jornalSobre o artigo assinado por Boris Feldman (1/4), a Petrobras esclarece que, a partir de janeiro de 2009, iniciou gradualmente o fornecimento do diesel S-50 (50 partículas por milhão), dentro de cronograma acordado com o MP Federal e sob orientação do Ministério do Meio Ambiente.

O texto do diretor Paulo Roberto Costa buscou contribuir para o debate, mostrando que o combate à poluição não comporta soluções simplistas ou argumentações equivocadas como a de que “os fabricantes de motores a diesel no Brasil não desenvolveram novas tecnologias para reduzir emissões porque a Petrobras não disponibilizou o diesel com baixo teor de enxofre”. A redução de emissões envolve não apenas a questão do combustível, mas também outros fatores como regulagem de motores, medição de emissão de poluentes e engenharia de tráfego.

Com os motores à disposição hoje, o S-50 representa uma diminuição de 10% a 11% de material particulado. Quando os motores tiverem a tecnologia adequada, a redução chegará a até 80%.

O jornal Correio Braziliense publicou a carta da Petrobras no dia 6/4. Veja aqui. 

Deixe seu comentário

Prezado leitor,

Lembramos que não serão aceitos comentários que tenham conteúdo ou termos ofensivos, nem que sejam desassociados do tema do post. Dúvidas sobre temas diversos devem ser encaminhadas ao Fale Conosco do site.

 caracteres restantes