Projeto Tamar completa 30 anos, protegendo 10 milhões de tartarugas

10 de abril de 2010 / 11:32 Informes Enviar por e-mail Enviar por e-mail Imprimir

A+ A-

O Projeto Tamar, criado para proteger as tartarugas marinhas no Brasil, completa 30 anos. Neste sábado (10/4), realiza, simultaneamente, em todas as suas 23 bases de pesquisa – de Santa Catarina ao Ceará – a soltura simbólica do filhote número 10.000.000, alcançada na última temporada. A sede de Sergipe, localizada na frente do Oceanário (praia de Atalaia, em Aracaju), foi escolhida como a sede das comemorações por alcançar os melhores resultados. Em três décadas, a população de tartaruga Oliva foi multiplicada por dez, passando de 100 para 1.000 representantes da espécie.

No dia 10, a festa continua com shows a partir das 16h30, no mesmo local, com apresentação dos grupos folclóricos locais e de rock e MPB, como o Ilariô da Tartaruga. Também estarão presentes os cantores Lenine e Margareth Menezes. Os dois participaram do movimento de músicos famosos que, em apoio à causa das tartarugas, criou novas letras, musicou e gravou canções compostas por pescadores e moradores de pequenas comunidades.

“A partir de agora estamos lidando com a segunda geração de tartarugas protegidas pelo Tamar. Hoje as crianças cresceram e tiveram seus filhos”, comemora Guy Marcovaldi, coordenador nacional do Projeto Tamar. E conclui: “Se não tivéssemos interferido nessa população, a maioria das praias não teria mais essas cinco espécies de tartarugas”.

O Tamar protege cerca de 1.100 km de praias, com 23 bases mantidas em áreas de alimentação, desova, crescimento e descanso desses animais, no litoral e ilhas oceânicas. Ao todo, atua em nove estados. Patrocinado pela Petrobras há 28 anos, o Projeto é coordenado pelo ICMBio – Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade em cooperação com a Fundação Pró-Tamar.

Deixe seu comentário

Prezado leitor,

Lembramos que não serão aceitos comentários que tenham conteúdo ou termos ofensivos, nem que sejam desassociados do tema do post. Dúvidas sobre temas diversos devem ser encaminhadas ao Fale Conosco do site.

 caracteres restantes