Seminário em Maceió debate o pré-sal com diretores da Petrobras

15 de abril de 2010 / 09:25 Informes Enviar por e-mail Enviar por e-mail Imprimir

A+ A-

O presidente da Petrobras, José Sergio Gabrielli de Azevedo, reforçou quarta-feira (14/4), em Maceió (AL), no Seminário Nordeste sobre o Pré-Sal, o papel estratégico que o novo marco regulatório em discussão no Congresso traz para a Companhia, que deverá ser operadora única na produção de petróleo da camada pré-sal. Para Gabrielli, a Petrobras deve ser a operadora porque é responsável pelos melhores procedimentos no país em exploração de petróleo.

“Imagine uma empresa que se depara com uma enorme riqueza. E essa empresa diz para o governo que tem como investir na exploração dessa riqueza. O governo, então, diz para o Congresso que essa empresa terá papel fundamental na exploração dessa riqueza, que é o petróleo”, afirmou Gabrielli.

Ainda segundo o presidente da Companhia, a meta é que a produção da Petrobras salte dos 2 milhões de barris/dia para 3,8 milhões de barris/dia nos próximos 12 anos. “Com isso, cresce também a cadeia produtiva da economia brasileira, já que o crescimento econômico depende também do avanço da indústria do petróleo”, analisa. “Mas hoje já podemos perceber esse crescimento. Temos, por exemplo, a recuperação da indústria naval brasileira, com novos estaleiros pelo país”, completou.

O presidente da Petrobras também aproveitou a participação no Seminário Nordeste sobre o Pré-sal para reforçar os investimentos já previstos pela companhia. “Serão cinco novas refinarias no Maranhão, Ceará, Rio Grande do Norte, Pernambuco e Rio de Janeiro. E a produção dessas novas refinarias refletirá no consumo, porque o consumidor adquire o produto derivado do petróleo”.

Além de Gabrielli, o seminário contou com as participações do diretor Financeiro e de Relações com Investidores da Petrobras, Almir Guilherme Barbassa, do diretor de Exploração e Produção da Companhia, Guilherme Estrella, e do presidente da Petrobras Distribuidora, José Lima de Andrade Neto, entre outros especialistas, parlamentares e representantes do governo.

O diretor Financeiro da Petrobras detalhou o processo de capitalização da Companhia e o projeto de lei que trata da criação do Fundo Social. Já o diretor de Exploração e Produção falou sobre blocos exploratórios no Nordeste. Na abertura do primeiro dos três painéis do seminário, o presidente da Petrobras Distribuidora falou sobre o marco regulatório e a nova empresa estatal para regular a exploração do petróleo da camada pré-sal no país.

Deixe seu comentário

Prezado leitor,

Lembramos que não serão aceitos comentários que tenham conteúdo ou termos ofensivos, nem que sejam desassociados do tema do post. Dúvidas sobre temas diversos devem ser encaminhadas ao Fale Conosco do site.

 caracteres restantes