Fórmula 3 Sul-americana tem patrocínio da Petrobras

19 de abril de 2010 / 21:27 Informes Enviar por e-mail Enviar por e-mail Imprimir

A+ A-

A Petrobras é a patrocinadora oficial da temporada 2010 da Fórmula 3 Sul-americana, principal categoria de base do automobilismo na América do Sul.

O contrato, viabilizado por meio da Lei de Incentivo ao Esporte – Ministério do Esporte – tem valor de R$ 3 milhões pelo período de 12 meses. A temporada começa no mês de maio, em Brasília.  O projeto contempla a aquisição de naming rights da categoria, ou seja, o campeonato passa a se chamar Petrobras Fórmula 3 Sul-americana. A Companhia será também a fornecedora oficial de combustível e lubrificante para todos os carros da Fórmula 3. Ainda estão previstos no contrato o desenvolvimento e a execução de eventos, ações promocionais e de marketing.

“A Petrobras tem um longo histórico de apoio ao esporte brasileiro, investindo em várias modalidades desde a década de 50. Mais do que uma ferramenta de comunicação, o patrocínio ao esporte é, para a Petrobras, uma maneira de contribuir para o desenvolvimento do país e contribuir para o surgimento de novos esportistas”, afirma o gerente de Patrocínios Esportivos da Petrobras, Claudio Thompson. “Por isso, estamos muito satisfeitos em associar a marca Petrobras a uma categoria formadora de talentos, como é o caso da Fórmula 3, que concede, inclusive, ao seu campeão obter licença para pilotar um monoposto da Fórmula 1. Dessa forma, além de ajudar a fomentar o automobilismo dos países sul-americanos, principalmente do Brasil, estamos, também, procurando manter nossos jovens pilotos, nesse início de carreira, competindo dentro do seu próprio país”.

“Sem dúvida este contrato é um marco para a Fórmula 3. É uma satisfação ter o apoio de uma grande marca como a Petrobras, maior empresa brasileira e 8ª maior do mundo. Também foi fundamental o apoio do Ministério do Esporte, que aprovou o projeto de Lei de Incentivo. Inauguramos uma nova fase para a competição, na qual a Petrobras agregará muito em termos de know-how, visibilidade e importância no cenário esportivo internacional”, explica Dilson Motta, diretor da 63MKT, empresa organizadora da F3 Sul-americana.

Estão previstas 24 corridas, seis a mais que no ano passado. Outra novidade é a estreia da Fórmula Universitária. A categoria reunirá equipes formadas por instituições de ensino de todo o país, que disputarão um campeonato dividido em 15 corridas ao longo do ano. As provas servirão como preliminar da Fórmula 3 Sul-americana nos circuitos brasileiros.

Desde que foi criada, em 1987, a F3 Sul-americana já revelou grandes nomes do automobilismo mundial e nacional. Muitos deles competem hoje nas pistas internacionais, em categorias de ponta com a Fórmula 1 (Rubens Barrichello, Lucas Di Grassi), Fórmula Indy (Hélio Castroneves, Vitor Meira, Bruno Junqueira), GP2 (Luiz Razia, Diego Nunes), American Le Mans Series (Christian Fittipaldi), GP3 (Leonardo Cordeiro, Pedro Enrique), entre outras.

Em 2009, a Fórmula 3 deu um salto de qualidade e ampliou sua importância no cenário automobilístico com diversas ações para fortalecer seu papel como formadora de pilotos e outros profissionais do mercado, tais como mecânicos, técnicos e engenheiros. Um dos principais avanços foi a correção da defasagem tecnológica por meio da importação de novos chassis Dallara F-309, os mesmos que equipam a Fórmula 3 Inglesa.

Sobre a Fórmula 3 Sul-americana

A Fórmula 3 Sul-americana é a principal categoria de base do automobilismo, aquela que melhor prepara e mais revela futuros talentos para as principais categorias do automobilismo mundial. Na América do Sul é organizada pela 63MKT com supervisão da Confederação Sul-Americana de Automobilismo (Codasur) e da Confederação Brasileira de Automobilismo (CBA). Desde que foi criada, em 1987, já revelou grandes nomes do automobilismo mundial e nacional, como Rubens Barrichello, Hélio Castroneves, Christian Fittipaldi, Gabriel Furlán, Cristiano da Matta, Vitor Meira, Nelsinho Piquet, entre outros.

Deixe seu comentário

Prezado leitor,

Lembramos que não serão aceitos comentários que tenham conteúdo ou termos ofensivos, nem que sejam desassociados do tema do post. Dúvidas sobre temas diversos devem ser encaminhadas ao Fale Conosco do site.

 caracteres restantes