Plataforma para piloto de Tupi Nordeste

1 de junho de 2010 / 18:30 Informes Enviar por e-mail Enviar por e-mail Imprimir

A+ A-

A Petrobras, operadora do consórcio responsável pelo desenvolvimento do Bloco BM-S-11, assinou Carta de Intenção com a SBM Offshore N.V (SBM) e a Queiroz Galvão Óleo e Gás S.A. (QGOG), para a construção de um navio-plataforma do tipo FPSO (produz, processa, armazena e escoa petróleo) que operará no segundo projeto piloto na área de Tupi, na região do pré-sal da Bacia de Santos.

O FPSO será instalado na área de Tupi Nordeste, a 265 Km da costa e em águas de 2.130 metros de profundidade, a 18 km do poço descobridor de Tupi. A plataforma terá capacidade de produção de 120.000 barris de petróleo leve por dia e 5 milhões de metros cúbicos diários de gás. Será operada pelas empresas responsáveis pela construção e afretada ao Consórcio pelo período de 20 anos.

O bloco BM-S-11 é operado pela Petrobras (65%), em parceria com a BG E&P do Brasil Ltda. (25%) e a Petrogal Brasil/Galp Energia (10%). O cronograma do projeto prevê a entrega do FPSO 34 meses após a assinatura da Carta de Intenção. Os contratos serão assinados nos próximos dias.

Deixe seu comentário

Prezado leitor,

Lembramos que não serão aceitos comentários que tenham conteúdo ou termos ofensivos, nem que sejam desassociados do tema do post. Dúvidas sobre temas diversos devem ser encaminhadas ao Fale Conosco do site.

 caracteres restantes