Esclarecimento sobre Modernização da Refinaria de Manaus

15 de junho de 2010 / 08:54 Informes Enviar por e-mail Enviar por e-mail Imprimir

A+ A-

Em relação a notícias veiculadas na imprensa, a Petrobras informa que continua em andamento o projeto de modernização da Refinaria Isaac Sabbá em Manaus (Reman), conforme divulgado no Plano de Negócios 2009 – 2013. O projeto irá capacitar a refinaria para a produção de diesel e gasolina, a partir de petróleo nacional, nas especificações ambientais exigidas pela legislação brasileira (Resolução 315/2002 do CONAMA).

A Reman já possui autorização para a supressão de vegetação nas áreas onde serão construídos os canteiros de obra e há a expectativa de obtenção da Licença de Instalação para agosto de 2010, o que viabilizará o início das obras de implantação da infraestrutura e construção de instalações de caráter definitivo.

O perfil de produção atual da Reman engloba diversos produtos, dentre eles GLP, nafta petroquímica, gasolina, querosene de aviação, óleo diesel, óleos combustíveis, óleo para geração de energia e asfalto.

A Companhia de Petróleo da Amazônia iniciou suas operações no dia 6 de setembro de 1956, quando a região sentia os efeitos da decadência da extração da borracha. Em 1971 a Petrobras assumiu o controle da companhia e passou a chamá-la de Refinaria de Manaus (Reman). Posteriormente, em 1997 ela foi rebatizada em homenagem ao pioneirismo de seu fundador, sendo a partir de então denominada Refinaria Isaac Sabbá – Reman.

Esse comunicado é de caráter meramente informativo, não constituindo uma oferta, convite ou solicitação de oferta de subscrição ou compra de quaisquer valores mobiliários no Brasil ou em qualquer outra jurisdição e, portanto, não devendo ser utilizado como base para qualquer decisão de investimento.

Deixe seu comentário

Prezado leitor,

Lembramos que não serão aceitos comentários que tenham conteúdo ou termos ofensivos, nem que sejam desassociados do tema do post. Dúvidas sobre temas diversos devem ser encaminhadas ao Fale Conosco do site.

 caracteres restantes