Ecoeficiência e produtividade: a experiência do Nordeste

16 de junho de 2010 / 13:52 Informes Enviar por e-mail Enviar por e-mail Imprimir

A+ A-

ilustraçãoA Petrobras investiu mais de US$ 200 milhões no projeto que consiste em injetar 610 toneladas de vapor por hora nos campos de produção de Estreito e Alto do Rodrigues. São cerca de 30 quilômetros de extensão de linha aérea.

Um ramal de 11 quilômetros de dutos leva o vapor da Usina Termoelétrica Jesus Soares Pereira (Termoaçu) para o Campo de Estreito, no nordeste do Rio Grande do Norte. O outro ramal, de 20 quilômetros, vai para o Campo Alto do Rodrigues, em sentido oposto.

Pioneiro na operação com vapor superaquecido, o Vaporduto do Vale do Açu é um dos quatro grandes projetos da Petrobras para elevar a atual produção no Rio Grande do Norte e no Ceará de 72.000 barris de óleo por dia para 110.000 até 2014.

Veja nos links a matéria completa da Revista PetrobrasPágina 1Página 2.

Deixe seu comentário

Prezado leitor,

Lembramos que não serão aceitos comentários que tenham conteúdo ou termos ofensivos, nem que sejam desassociados do tema do post. Dúvidas sobre temas diversos devem ser encaminhadas ao Fale Conosco do site.

 caracteres restantes