Petrobras Biocombustível comemora dois anos

15 de julho de 2010 / 15:53 Informes Enviar por e-mail Enviar por e-mail Imprimir

A+ A-

Criada em 15 de julho de 2008, a Petrobras Biocombustível começou como produtora de biodiesel, e ao longo desses dois anos, ampliou sua atuação neste segmento e entrou na produção de etanol por meio de parcerias com empresas do setor. Atualmente, a subsidiária está presente em diferentes regiões, de Norte a Sul do Brasil, além de iniciar projetos no exterior, em Portugal e Moçambique.

No segmento de biodiesel, a empresa atingiu a produção acumulada de 242 milhões de litros, resultante das atividades das três usinas em Candeias (BA), Quixadá (CE) e Montes Claros (MG), além da unidade de Marialva (PR), na qual tem participação. A Petrobras Biocombustível chegará ao final deste ano, concluída a duplicação de Candeias e adaptada a usina de Guamaré (RN), com capacidade instalada de produção quase triplicada, passando de 171 milhões para 507 milhões de litros/ano. Também foram iniciados projetos no Estado do Pará para produzir biodiesel a partir da palma, voltado para atender à região Norte do País, bem como atender a produção de biodiesel na Europa.

Na avaliação do presidente da Petrobras Biocombustível, Miguel Rossetto, em dois anos o balanço é positivo. “Passamos de três usinas, na criação da empresa, para 14 unidades de biodiesel e etanol, contando as participações. E começamos a internacionalizar nossas ações com usinas em Portugal e Moçambique. Conforme definido no Plano de Negócios, vamos continuar a ampliar nossa presença no mercado brasileiro e no exterior, respondendo às demandas do século XXI por fontes renováveis de energia”, ressaltou Rossetto.

Nesses dois anos, a empresa desenvolveu seu programa de Suprimento Agrícola para as usinas de biodiesel. Hoje são 56 mil agricultores familiares contratados no Nordeste, Minas Gerais e Paraná. Também serão envolvidos produtores de palma no Norte do País para os projetos de biodiesel no Estado do Pará. Na área tecnológica, a empresa vem constituindo redes de pesquisa e investe em tecnologia para aumentar a produção e a produtividade das oleaginosas.

Em abril deste ano, a empresa produziu o primeiro etanol Petrobras a partir da usina de Bambuí, em Minas Gerais. Neste setor, foram firmadas parcerias com empresas do setor, como a Guarani, com unidades em São Paulo e Moçambique, o Grupo São Martinho, em Goiás, e a Total Agroindústria Canavieira, em Minas Gerais. Com isso, a Petrobras Biocombustível tem hoje participação em capacidade de moagem superior a 24 milhões de toneladas de cana-de-açúcar por ano, com capacidade para produzir mais de 900 milhões de litros de etanol/ano.

Leia mais sobre biocombustíveis no site da Petrobras .

Deixe seu comentário

Prezado leitor,

Lembramos que não serão aceitos comentários que tenham conteúdo ou termos ofensivos, nem que sejam desassociados do tema do post. Dúvidas sobre temas diversos devem ser encaminhadas ao Fale Conosco do site.

 caracteres restantes