Petrobras obtém LI para Parques Eólicos

17 de julho de 2010 / 09:40 Informes Enviar por e-mail Enviar por e-mail Imprimir

A+ A-

O Instituto de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente (IDEMA), do Rio Grande do Norte, concedeu à Petrobras as Licenças de Instalação (LI) para o início das obras dos Parques Eólicos de Mangue Seco, no município de Guamaré, no Rio Grande do Norte, mantendo o cronograma de entrada em operação de quatro usinas em setembro de 2011. Os Parques Eólicos são formados pelas usinas Mangue Seco 1, Mangue Seco 2, Mangue Seco 3 e Mangue Seco 4, que serão construídas no entorno da Refinaria Clara Camarão.

Cada usina terá 13 turbinas e 26 MW de capacidade instalada, totalizando uma capacidade instalada de 104 MW em todos os Parques Eólicos. O sistema de transmissão de cada unidade será constituído de uma subestação elevadora de 34,5/138 kV e de uma linha de transmissão de 138 kV.

Os contratos de venda de energia para estes parques geradores foram ofertados no primeiro leilão de energia eólica, realizado em dezembro de 2009, e são válidos por 20 anos. A usina Mangue Seco 1 será construída em parceria da Petrobras com a Alubar Energia, a Mangue Seco 2, em parceria com a Eletrobras e as usinas Mangue Seco 3 e Mangue Seco 4, em parceria com a Wobben WindPower. As quatro usinas devem gerar 5.200 empregos diretos e indiretos durante a construção.

Os empreendimentos estão de acordo com a estratégia da Petrobras de investir em geração elétrica a partir de fontes renováveis.

Esse comunicado é de caráter meramente informativo, não constituindo uma oferta, convite ou solicitação de oferta de subscrição ou compra de quaisquer valores mobiliários no Brasil ou em qualquer outra jurisdição e, portanto, não deve ser utilizado como base para qualquer decisão de investimento.

Deixe seu comentário

Prezado leitor,

Lembramos que não serão aceitos comentários que tenham conteúdo ou termos ofensivos, nem que sejam desassociados do tema do post. Dúvidas sobre temas diversos devem ser encaminhadas ao Fale Conosco do site.

 caracteres restantes