Presidente da Petrobras recebe ministro do Japão

21 de julho de 2010 / 18:03 Informes Enviar por e-mail Enviar por e-mail Imprimir

A+ A-

O ministro de Meio Ambiente do Japão, Sakihito Ozawa, visitou a sede da Petrobras nesta segunda-feira (19/7). Durante o encontro, o presidente da Petrobras, José Sergio Gabrielli de Azevedo, apresentou as ações da Companhia na área de biocombustíveis.

Gabrielli ressaltou que a Petrobras tem investido no aumento da capacidade de produção e da logística de transporte do etanol tanto para o mercado interno como para exportação seguindo os quesitos de sustentabilidade. “Além de nos associarmos a grandes produtores de etanol preocupados com sustentabilidade social e ambiental, estamos construindo alcooldutos para aumentar nossa competitividade no mercado internacional”, afirmou.

A importância do projeto Sodegura – parceria Brazil-Japan Ethanol Corporation (BJE) com o Ministério de Meio Ambiente do Japão – para demonstrar a viabilidade técnica e econômica da utilização do E3 (3% de etanol na gasolina) na região metropolitana de Tóquio, também foi reforçada pelo presidente Gabrielli. O ministro Ozawa ressaltou a importância que tem a Nansei Sekiyu e BJE no plano de demonstração e uso de etanol em todo Japão.

O ministro demonstrou interesse nas iniciativas da Petrobras voltadas para o etanol e elogiou a Usina Vertente, pertencente ao Grupo Guarani, do qual a Petrobras Biocombustível tem participação. Segundo Sakihito Ozawa, o Japão tem meta de aumentar mistura de etanol na gasolina até 2020. “O governo japonês estuda aumentar a taxa de 3% de etanol para até 10%, no futuro”, disse o ministro.

A redução das tarifas de importação do etanol brasileiro está na pauta das sugestões que o ministro de Meio Ambiente apresentará ao governo. Também está em estudo aumentar a taxação sobre combustíveis de origem fóssil para estimular a mudança da matriz energética japonesa visando ao uso de combustíveis renováveis.

Também estiveram presentes no encontro o diretor da Área Internacional, Jorge Luiz Zelada, o diretor de etanol da Petrobras Biocombustível, Ricardo Castello Branco, o gerente executivo de Segurança, Meio Ambiente e Saúde, Ricardo Azevedo, e o Gerente Geral da Petrobras e Vice-presidente da Brazil-Japan Ethanol Corporation, Kuniyuki Terabe. O cônsul-geral do Japão, Yoshihiko Arakawa, e autoridades do governo compuseram a comitiva japonesa.

Deixe seu comentário

Prezado leitor,

Lembramos que não serão aceitos comentários que tenham conteúdo ou termos ofensivos, nem que sejam desassociados do tema do post. Dúvidas sobre temas diversos devem ser encaminhadas ao Fale Conosco do site.

 caracteres restantes