Petrobras Biocombustível assina contrato para produção de mudas de palma

6 de agosto de 2010 / 12:52 Informes Enviar por e-mail Enviar por e-mail Imprimir

A+ A-

A Petrobras Biocombustível anunciou, nesta sexta-feira (6/8), a assinatura de contrato de arrendamento de terra para implantação de viveiro de mudas de palma no município de Mocajuba (PA). O ato marca o início das atividades para a implantação da usina de produção biodiesel a partir de óleo de palma no Estado do Pará, anunciada em maio deste ano.

Com investimentos previstos de R$ 330 milhões, a nova usina terá capacidade de produzir 120 milhões de litros de biodiesel por ano para atender a região Norte. A previsão de início de operação é para julho de 2013. Além da unidade de produção de biodiesel, o projeto prevê a instalação de dois complexos industriais de extração do óleo de palma, incluindo esmagadoras e unidade de cogeração de energia elétrica.

A implantação do viveiro de mudas é o primeiro passo para o desenvolvimento da parte agrícola do projeto. A área de 300 hectares será destinada ao cultivo de 1,1 milhão de sementes. O plantio das mudas nas áreas de produção está previsto para dezembro de 2011 e o início da colheita a partir de 2014.

As mudas serão disponibilizadas aos parceiros da Petrobras Biocombustível no plantio de palma. Entre eles, cerca de 1.250 agricultores familiares da região chamada Pólo do Dendê, nos municípios de Igarapé-Miri, Cametá, Mocajuba e Baião. A empresa já realizou uma ação de cadastramento nesta região e fez a localização geográfica das propriedades de agricultores familiares, passo importante para o processo de regularização fundiária e obtenção do Cadastro Ambiental Rural (CAR).

A estratégia de suprimento da unidade de biodiesel prevê o plantio de palma em áreas desmatadas. Com isso, o projeto trará benefícios ambientais, com a recuperação destas áreas, proporcionando proteção de solo, equilíbrio ecológico e a reintegração econômica destas regiões, além de contribuir para a redução de gases de efeito estufa no ciclo de produção do óleo vegetal e na produção de biodiesel.

Segundo o presidente da Petrobras Biocombustível, Miguel Rossetto, a empresa atuará com respeito ao meio ambiente e rentabilidade econômica, gerando trabalho e renda nestas regiões. “Estão previstos investimentos em projetos sociais nestas áreas no âmbito do programa Petrobras Desenvolvimento & Cidadania. Os projetos estão em fase de definição”.

O diretor de Suprimento Agrícola, Janio Rosa, informa que a empresa investirá também em tecnologia agrícola para uma atuação mais sustentável nas áreas de plantio de palma. “Estamos estudando a aplicação de um método, desenvolvido pela Embrapa, que evita a queimada e reduz em cerca de 80% a emissão de CO2 no preparo da terra comparado ao método tradicional”, comenta o diretor sobre o método que prepara o terreno por meio de corte e trituramento, que ainda contribui para fertilizar o solo a partir da decomposição dos resíduos vegetais.

Veja a repercussão do assunto na imprensa:

Petrobrás Biocombustível assina acordo para produção de mudas de palma no Pará  - O Estado de S. Paulo
Petrobras investe em combustível de dendê  – Info Online

Deixe seu comentário

Prezado leitor,

Lembramos que não serão aceitos comentários que tenham conteúdo ou termos ofensivos, nem que sejam desassociados do tema do post. Dúvidas sobre temas diversos devem ser encaminhadas ao Fale Conosco do site.

 caracteres restantes