Série Relatório de Sustentabilidade: energias renováveis

30 de agosto de 2010 / 10:00 Informes Enviar por e-mail Enviar por e-mail Imprimir

A+ A-

A Petrobras investe em eficiência energética, na diversificação de fontes de energia e desenvolve tecnologias para utilizar resíduos de outros processos para a produção de biocombustíveis. As pesquisas envolvem matérias-primas que não concorrem com alimentos, como microalgas, macaúba, pinhão manso e mamona, espécies típicas do semiárido brasileiro cujo cultivo pode estimular a agricultura familiar na região.

De setembro de 2008 a setembro de 2009, a produção de 95 milhões de litros de biodiesel nas três usinas operadas pela Petrobras Biocombustíveis evitou a emissão de 230 mil toneladas de CO2 equivalente. Com a ampliação da produção de biodiesel e a entrada da empresa na produção de etanol, essa contribuição tende a crescer em 2010.

Conheça mais sobre o investimento da Companhia em diferente fontes de energia:

Biodiesel - Investimentos em melhorias operacionais, realizados em 2009, ampliaram a capacidade total de produção das três usinas para a produção de biodiesel operadas pela Petrobras Biocombustível de 171 mil m³/ano para 326 mil m³/ano. Está em andamento a obra de duplicação da seção de transesterificação, processo de separação da glicerina do óleo vegetal, da usina de Candeias, que agregará mais 108 mil m³/ano à capacidade instalada.

Um importante avanço foi a conclusão do processo tecnológico para produção de biodiesel com óleo de mamona, dentro das especificações da ANP. O combustível foi obtido com uma mistura de 30% de óleo de mamona e 70% de óleo de girassol, ambos produzidos pela agricultura familiar nos programas de suprimento de oleaginosas da empresa.

Energia elétrica – Os investimentos na área atingiram R$ 1,4 bilhão em 2009, o dobro do ano anterior. A Petrobras gerou 525 MW médios para o Sistema Interligado Nacional (SIN) por meio das 17 usinas termelétricas (UTE) próprias e alugadas que compõem seu parque gerador termelétrico, com capacidade instalada de 5.476 MW.

Energia eólica – A Usina Eólica de Macau (RN) produz 1,8 MW de energia elétrica e foi o primeiro projeto da empresa a receber o registro de Mecanismo de Desenvolvimento Limpo (MDL) da ONU. Em 2009, a empresa participou do primeiro leilão de energia eólica do Brasil e adquiriu o direito de comercializar energia elétrica gerada por essa fonte. Para isso, serão implantadas quatro usinas, em parceria com empresas do mercado de energia.

Etanol -Desde dezembro de 2009, a Petrobras Biocombustível detém 40,4% das ações da empresa Total Agroindústria Canavieira S.A., o que marca sua entrada na produção de etanol no Brasil. A Total possui uma usina em Bambuí (MG), com capacidade instalada de 100 mil m³/ano de etanol hidratado. A parceria viabilizará essa capacidade para 203 mil m³/ano, gerando um excedente de energia elétrica para comercialização de 38,5 MW, a partir do aproveitamento do bagaço de cana-de-açúcar.

A ampliação da venda de etanol para o exterior também integra a estratégia da Companhia. O volume comercializado foi de aproximadamente 330 mil m³, equivalentes a 11% do total exportado pelo Brasil e destinados, sobretudo, à Ásia e aos Estados Unidos.

Energia em ondas – Em 2009, foi finalizado o primeiro Atlas Brasileiro de Energia de Ondas, que irá auxiliar o licenciamento ambiental de futuros empreendimentos e poderá orientar a instalação de dispositivos de geração de energia elétrica desta fonte. O trabalho foi desenvolvido a partir da base de dados da Petrobras sobre as condições de mar na costa brasileira, coletados durante os mais de 30 anos de exploração e produção de petróleo offshore.

Hidrogênio – A Petrobras participou do projeto para lançar, em 2009, o primeiro ônibus a hidrogênio da América Latina. A iniciativa, organizada pelo Ministério das Minas e Energia, é apoiada com recursos da Global Environment Facility (GEF), da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep) e do Governo de São Paulo. A Petrobras Distribuidora é hoje a responsável por fornecer o hidrogênio em sua recém-inaugurada estação.

Deixe seu comentário

Prezado leitor,

Lembramos que não serão aceitos comentários que tenham conteúdo ou termos ofensivos, nem que sejam desassociados do tema do post. Dúvidas sobre temas diversos devem ser encaminhadas ao Fale Conosco do site.

 caracteres restantes