Plataforma P-35: carta ao jornal O Globo

8 de setembro de 2010 / 18:18 Esclarecimentos Enviar por e-mail Enviar por e-mail Imprimir

A+ A-

Em relação à matéria Sindicato pede à Procuradoria interdição de mais uma plataforma da Petrobras, a P-35 (versão on-line), publicada pelo jornal O Globo na terça-feira (7/9), a Petrobras esclarece que, ao contrário das informações divulgadas pelo jornal sobre a plataforma P-35, a unidade está em parada programada desde 25/8. Logo, as informações de que ela poderá ter suas atividades suspensas com uma possível interdição não procedem. A parada, iniciada há 13 dias, foi planejada pela Petrobras há mais de um ano seguindo processo rotineiro de manutenção de suas instalações, e deverá ser concluída em 30 de setembro. Até lá, serão finalizados os serviços de manutenção, de conservação e pintura, conforme previsto e comunicado aos órgãos fiscalizadores, com regularidade.

A Petrobras lamenta a publicação de foto da P-33 em matéria sobre a P-35, o que pode levar o leitor à confusão. De qualquer forma, a empresa reitera que todas as fotos da P-33 publicadas pelo O Globo não apresentam nenhum risco para as operações.

A Petrobras informa, mais uma vez, que segue práticas internacionais de operação de complexos industriais e realiza paradas planejadas de manutenção nas suas plataformas, por meio de campanhas regulares. Todos os procedimentos adotados pela empresa atendem às exigências feitas pelos órgãos reguladores como a Marinha do Brasil, ANP, IBAMA, entidades classificadoras, entre outros.

Leia também as repostas da Petrobras encaminhadas ao veículo.

Deixe seu comentário

Prezado leitor,

Lembramos que não serão aceitos comentários que tenham conteúdo ou termos ofensivos, nem que sejam desassociados do tema do post. Dúvidas sobre temas diversos devem ser encaminhadas ao Fale Conosco do site.

 caracteres restantes