Rio Oil and Gas: Biocombustíveis têm demanda crescente

14 de setembro de 2010 / 10:10 Informes Enviar por e-mail Enviar por e-mail Imprimir

A+ A-

O presidente da Petrobras Biocombustível, Miguel Rossetto, destacou, durante apresentação na sessão plenária “Desafios dos Biocombustíveis”, realizada na tarde de segunda-feira (13/9) na Rio Oil & Gas, o crescente papel que os biocombustíveis, ao lado de energias renováveis, como a solar e a eólica, terão na transição da matriz energética mundial.

“Esse potencial de crescimento em escala mundial é impulsionado pela demanda de produção de energia renovável puxada pela agenda ambiental”, afirmou. Nesta linha, a Petrobras prevê investimento de US$ 3,5 bilhões em produção, logística e pesquisa de biocombustíveis, de acordo com o Plano de Negócios 2010-1014.

Sobre o setor sucroenergético, o presidente comentou que os movimentos realizados nos últimos dois anos contribuíram para reposicionar positivamente o setor. Entre eles, informa Rossetto, está o zoneamento agroecológico, que sinaliza uma delimitação territorial de expansão regrada da cultura da cana-de-açúcar, a melhoria nas relações de trabalho, a venda crescente de automóveis flex fuel e o potencial para aumentar a presença do setor na geração de energia elétrica a partir do bagaço de cana.

O presidente comentou ainda sobre os desafios do setor de biocombustíveis, como qualificar a estratégia de suprimento para biodiesel e etanol, o desenvolvimento de pesquisas com biocombustíveis de segunda geração, como o etanol celulósico, e o desenvolvimento de biocombustíveis de aviação, segmentos nos quais a Petrobras vem desenvolvendo pesquisas.

Deixe seu comentário

Prezado leitor,

Lembramos que não serão aceitos comentários que tenham conteúdo ou termos ofensivos, nem que sejam desassociados do tema do post. Dúvidas sobre temas diversos devem ser encaminhadas ao Fale Conosco do site.

 caracteres restantes