Duto é danificado por obra sem autorização da Petrobras

22 de setembro de 2010 / 16:13 Esclarecimentos Enviar por e-mail Enviar por e-mail Imprimir

A+ A-

logoediseNa tarde desta quinta-feira (22), foi controlado o vazamento de gasolina do duto Osvat 22, na área rural do município de Mogi das Cruzes (SP). Às 9h15 desta manhã, o duto foi perfurado por uma máquina de terraplanagem que realizava uma obra da Prefeitura de Mogi das Cruzes, sem a devida autorização da Transpetro. Imediatamente, a operação do Osvat foi interrompida. 

As faixas de duto da Transpetro são devidamente sinalizadas alertando para o risco de escavação. As obras nas faixas têm que ser comunicadas previamente à Companhia, que faz uma avaliação e acorda uma série de condicionantes com o responsável pelo empreendimento, justamente para afastar qualquer risco operacional.

O Centro de Defesa Ambiental da Petrobras, as equipes de contingência da Transpetro e o Corpo de Bombeiros de Mogi das Cruzes trabalharam no local do acidente, que foi isolado. Foram utilizadas barreiras de contenção, barreiras absorventes e caminhões vácuo para recolher o volume derramado. Cerca de 180 metros cúbicos de gasolina escoaram do Osvat. Foram feitos sobrevôos e verificações em terra e, até o momento, não foi detectado qualquer indício de vazamento de gasolina para o leito do Rio Tietê, na região próxima ao incidente.

Não houve vítimas, nem feridos. Os órgãos ambientais e a ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis) foram comunicados. A Transpetro já iniciou o processo de reparação do duto.

Deixe seu comentário

Prezado leitor,

Lembramos que não serão aceitos comentários que tenham conteúdo ou termos ofensivos, nem que sejam desassociados do tema do post. Dúvidas sobre temas diversos devem ser encaminhadas ao Fale Conosco do site.

 caracteres restantes