Lula inaugura unidades de Coque e de Hidrotratamento de Diesel da Revap

18 de outubro de 2010 / 14:21 Informes Enviar por e-mail Enviar por e-mail Imprimir

A+ A-

A Petrobras inaugurou, nesta segunda-feira (18/10), com a presença do presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, e do presidente da Petrobras, José Sergio Gabrielli de Azevedo, as unidades de Coque e de Hidrotratamento de Diesel da Refinaria Henrique Lage (Revap), em São José dos Campos (SP). O investimento já feito na modernização da refinaria, iniciada em 2006, é de US$ 3,5 bilhões. A Unidade de Coque converte o óleo combustível em GLP (gás de cozinha), nafta, gasolina, diesel e produz coque de petróleo, enquanto a Unidade de Hidrotratamento de Diesel produzirá derivados de alta qualidade e baixo teor de enxofre, como o Diesel S-50. Veja aqui os discursos do presidente Lula e do presidente da Petrobras, José Sergio Gabrielli.

A Revap responde por 14% da produção de derivados de petróleo no país, processando 252 mil barris de petróleo por dia. Seus principais produtos são querosene de aviação, gasolina, gás de cozinha, óleo diesel, nafta petroquímica, óleo combustível, asfalto e propeno. A refinaria atende a demanda de derivados de petróleo no Vale do Paraíba, Sul de Minas Gerais, Litoral Norte de São Paulo, Sul Fluminense, parte da grande São Paulo e dos estados do Centro-Oeste.

Modernização

A Unidade de Propeno, a primeira do Projeto de Modernização, cuja produção atende à indústria petroquímica, entrou em operação em 2008. No ano seguinte, a Revap iniciou a operação do Turboexpansor (sistema de geração de energia elétrica), com capacidade de produzir cerca de 20 Megawatts para a refinaria.

Este ano, quando a Revap comemora 30 anos, entraram em operação a Unidade de Tratamento de Hidrocarboneto Leve de Refinaria (UTHLR), que envia gás como insumo para a Petroquímica Quattor (antiga PQU) e a unidade de Nafta de Coque.

Entraram em operação ainda outras unidades e sistemas auxiliares para a operação da refinaria como a ETDI (Estação de Tratamento de Despejos Industriais), a ETA (Estação de Tratamento de Água), caldeiras e torres de resfriamento.

Além da atualização tecnológica, a modernização da planta da Revap proporcionará a implantação de processos ambientalmente relevantes e a produção de combustíveis mais limpos. Outros benefícios serão o aumento na arrecadação de impostos para o município, a geração de divisas com a redução de importação de derivados, exportação do excedente de gasolina dentro dos padrões internacionais de qualidade, redução dos gastos com a importação de petróleo e a redução de 96% das emissões de enxofre nos combustíveis automotivos.

No pico da obra, a modernização gerou 15 mil empregos. Hoje atuam na obra cerca de 8 mil pessoas, basicamente da região (São José dos Campos, Jacareí e Caçapava).

Sobre a Revap

• Início da operação: 24 de março de 1980;
• Área da refinaria: 10,3 km²;
• Número de empregados: 893 próprios e cerca de 1.500 contratados;
• Capacidade média de refino: 252.000 barris/dia.

Deixe seu comentário

Prezado leitor,

Lembramos que não serão aceitos comentários que tenham conteúdo ou termos ofensivos, nem que sejam desassociados do tema do post. Dúvidas sobre temas diversos devem ser encaminhadas ao Fale Conosco do site.

 caracteres restantes