Petrobras inaugura unidade de tratamento de gás no Espírito Santo

26 de outubro de 2010 / 13:11 Informes Enviar por e-mail Enviar por e-mail Imprimir

A+ A-

A Petrobras inaugurou nesta terça-feira (26/10), no município de Anchieta, a cerca de 80 quilômetros de Vitória, a Unidade de Tratamento de Gás (UTG) Sul Capixaba. Esse novo projeto viabiliza o fornecimento do gás produzido no Parque das Baleias, conjunto de campos de petróleo localizado ao norte da Bacia de Campos, no litoral do Espírito Santo, para o mercado nacional.

Participaram da solenidade de inauguração o presidente da Petrobras, José Sergio Gabrielli de Azevedo, o diretor da área de Exploração e Produção, Guilherme de Oliveira Estrella, a diretora de Gás e Energia, Maria das Graças Silva Foster, e o governador do Espírito Santo, Paulo Hartung.

A UTG Sul Capixaba integra o Plano Nacional de Antecipação da Produção de Gás (Plangás) e tem capacidade nominal para processar diariamente até 2,5 milhões de metros cúbicos de gás. Ela está interligada ao Gasoduto Sudeste-Nordeste (Gasene) por um gasoduto de 10 quilômetros de extensão, que permite tanto o abastecimento do mercado local quanto do nacional.

“Essa inauguração permitirá que o país se integre numa mesma malha de produção e entrega de gás. Portanto, essa obra, que é localizada, também é essencialmente uma obra nacional”, ressaltou Gabrielli, durante cerimônia nesta manhã, em Anchieta (ES).

O gerente geral da Unidade de Exploração e Produção da Petrobras no Espírito Santo, Luiz Robério Silva Ramos, fez um balanço dos últimos projetos da Companhia no estado e ressaltou o inicio do aproveitamento do gás do pré-sal. “Nesses últimos meses tivemos eventos relevantes para a indústria de petróleo no estado: a entrada em operação do navio Capixaba, entre maio e junho o pós- sal e pré-sal entrando em operação, o inicio da produção do campo de Canapú, o segundo módulo da planta de Cacimbas e, agora, a inauguração desta Unidade de Tratamento de Gás que disponibilizará para o mercado consumidor moléculas do gás do pré-sal”, disse após agradecer a todos os envolvidos na obra que teve duração de quase dois anos.

Ao encerrar o seu discurso, Luiz Robério anunciou a locação da plataforma P-57 no campo de Jubarte, na Bacia de Campos. “A plataforma P-57 iniciou a navegação no último domingo e provavelmente no fim do dia de hoje, à meia-noite, deve estar no campo de Jubarte. Em breve teremos mais óleo e gás deste campo, que será tratado e disponibilizado ao mercado através desta unidade”.

A UTG Sul Capixaba recebe, por enquanto, o gás produzido pelo navio plataforma FPSO Capixaba, que produz óleo e gás associado do campo de Cachalote e do poço 6-BFR-1-ESS, ligado ao reservatório do pré-sal do campo de Baleia Franca. O gás é comprimido na plataforma e enviado por um gasoduto submarino de 87 quilômetros até a nova unidade de tratamento. O gás desses dois campos, que era utilizado somente nos processos de produção do FPSO Capixaba, passa, agora, a ser disponibilizado para o mercado consumidor.

Até o final do ano a unidade deverá processar, em média, 1,5 milhão de metros cúbicos de gás por dia. Ela atingirá sua capacidade nominal máxima quando as plataformas FPSO Capixaba e P-57, que entrará em operação, ligada ao reservatório pós-sal do campo de Jubarte, ainda em 2010, atingirem o pico de produção.

Deixe seu comentário

Prezado leitor,

Lembramos que não serão aceitos comentários que tenham conteúdo ou termos ofensivos, nem que sejam desassociados do tema do post. Dúvidas sobre temas diversos devem ser encaminhadas ao Fale Conosco do site.

 caracteres restantes