Petrobras participa da COP 10, no Japão

29 de outubro de 2010 / 08:46 Informes Enviar por e-mail Enviar por e-mail Imprimir

A+ A-

A Petrobras encerra, nesta sexta (29/10), sua participação na 10ª Conferência das Partes sobre Biodiversidade (COP 10), em Nagoya, no Japão. Promovida pela Convenção da Diversidade Biológica da ONU, a Conferência conta com delegações de 193 países e tem por objetivo definir o plano estratégico para 2011-2020, em defesa da grande diversidade da vida no planeta.

Na quinta-feira (28/10), a companhia apresentou iniciativas para a preservação da biodiversidade no evento “Biodiversity and Business Action”, organizado pelo Conselho Empresarial Brasileiro para o Desenvolvimento Sustentável (CEBDS) como parte da programação oficial da COP 10. Durante o evento, foi lançada a publicação “Biodiversity: Brazilian Business Cases”, patrocinada pela Petrobras, com 27 casos de 17 empresas brasileiras que incorporaram a defesa da biodiversidade em seus negócios.

Dentre as ações da Companhia, encontram-se o Programa Petrobras Ambiental, o Planejamento Estratégico Integrado para a Biodiversidade Marinha e o Gerenciamento da Biodiversidade em unidades operacionais da Companhia. Foi lançado, ainda, o documento “Biodiversidade – iniciativas da Petrobras”, que lista 21 projetos implementados pela companhia.

A gerente geral de Segurança, Meio Ambiente, Eficiência Energética e Saúde (SMES) da Petrobras, Elisabete Calazans, ressaltou que a integração das questões de biodiversidade na estratégia de negócio pode abrir um leque de oportunidades para as empresas. Segundo ela, o elemento chave para isso é a formação de parcerias entre governo, empresas, ONGs, academia e comunidades locais.

A coordenadora de Biodiversidade da Petrobras, Ana Paula Ramos, que participou de debate com representantes das empresas Cemig, Monsanto, Natura e Vale, destacou os investimentos da companhia em atividades de pesquisa e no patrocínio de projetos ambientais que possibilitam a caracterização das bacias marítimas e a identificação de novas espécies de fauna e flora no entorno de unidades operacionais.

Compromisso com o desenvolvimento sustentável

Por meio do Projeto Estratégico Excelência em Segurança, Meio Ambiente e Saúde, a Petrobras implementou marcos referenciais de gestão, que envolvem ações voltadas ao mapeamento de áreas protegidas, sensíveis e vulneráveis à implantação de uma sistemática de avaliação de impactos à biodiversidade; e ao diagnóstico e definição de plano de recuperação para as áreas degradadas por operações da empresa.

No Brasil, desde 2003, o Programa Petrobras Ambiental (PPA) já patrocinou projetos em dezenas de bacias e ecossistemas em cinco biomas brasileiros: Amazônia, Mata Atlântica, Caatinga, Cerrado e Pantanal. Entre os projetos de biodiversidade marinha patrocinados pela Petrobras estão os de conservação de tartarugas marinhas (Tamar) no litoral brasileiro; do golfinho-rotador, para a preservação desta espécie e promoção do desenvolvimento sustentável no arquipélago de Fernando de Noronha; e da baleia Jubarte.

Na refinaria da Petrobras localizada em Okinawa, no Japão, a companhia deu início ao projeto Cinturão Verde, que tem por objetivo criar uma floresta com características nativas. A iniciativa vai colaborar para o sequestro de carbono da atmosfera e transmitir às futuras gerações uma mensagem sobre a importância da vida, por meio da conservação da biodiversidade.

Deixe seu comentário

Prezado leitor,

Lembramos que não serão aceitos comentários que tenham conteúdo ou termos ofensivos, nem que sejam desassociados do tema do post. Dúvidas sobre temas diversos devem ser encaminhadas ao Fale Conosco do site.

 caracteres restantes