5ª edição do Prêmio Petrobras de Tecnologia

5 de novembro de 2010 / 08:16 Informes Enviar por e-mail Enviar por e-mail Imprimir

A+ A-

Até o dia 26 de novembro estão abertas as inscrições para a 5ª edição do Prêmio Petrobras de Tecnologia Engenheiro Antônio Seabra Moggi, que visa a reconhecer a contribuição da comunidade acadêmica brasileira para o desenvolvimento tecnológico da Petrobras e da indústria nacional de energia, além de incentivar a revelação de talentos e de trabalhos inovadores no segmento de petróleo, gás e energia. Lançado em 2004, o prêmio já contou com 1600 trabalhos inscritos. Destes, mais de 100 foram premiados.

O prêmio é voltado para estudantes de graduação, mestrado ou doutorado de qualquer instituição de ensino superior brasileira, que podem inscrever seus trabalhos em um dos nove temas tecnológicos: Tecnologia de Energia; Tecnologia de Exploração; Tecnologia de Gás; Tecnologia de Logística e de Transporte de Petróleo, gás e derivados; Tecnologia de Perfuração e de Produção; Tecnologia de Preservação Ambiental; Tecnologia de Produtos; Tecnologia de Refino e Petroquímica; e Tecnologia de Segurança e Desempenho Operacional.

Os autores dos trabalhos vencedores recebem R$ 20 mil na categoria doutorado, R$ 15 mil na categoria mestrado e R$ 10 mil na categoria graduação, além de uma bolsa de estudos do Conselho Nacional de Pesquisas (CNPq) para elaboração de tese de mestrado, doutorado ou pós-doutorado em instituições de ensino superior nacionais, de acordo com sua formação acadêmica. Os professores orientadores dos trabalhos premiados de todos os temas e categorias recebem a mesma quantia bruta que o prêmio recebido pelo aluno, como taxa de bancada.

As inscrições podem ser realizadas no site do Prêmio (www.petrobras.com.br/premiotecnologia), onde também é possível conhecer os principais desafios tecnológicos da Petrobras, ler o regulamento, acessar trabalhos vencedores de cada categoria e conferir entrevistas com vencedores de edições anteriores do prêmio.

Quem foi Antônio Seabra Moggi

Antônio Seabra Moggi foi o primeiro superintendente do Centro de Pesquisas e Desenvolvimento da Petrobras (Cenpes). Químico Industrial pela Universidade do Brasil (atual UFRJ) e Engenheiro Químico pela Valderbilt University, no Tennesse, EUA, trabalhou no Conselho Nacional de Petróleo (CNP) e na Petrobras, onde participou da fundação do Centro de Aperfeiçoamento e Pesquisa de Petróleo (Cenap), ponto de partida das atividades de Pesquisa & Desenvolvimento na Companhia. Também participou da criação do Instituto Brasileiro de Petróleo (IBP). A partir desta edição, a Petrobras homenageia esse pioneiro, batizando com seu nome o Prêmio Petrobras de Tecnologia.

Deixe seu comentário

Prezado leitor,

Lembramos que não serão aceitos comentários que tenham conteúdo ou termos ofensivos, nem que sejam desassociados do tema do post. Dúvidas sobre temas diversos devem ser encaminhadas ao Fale Conosco do site.

 caracteres restantes