Os desafios do pré-sal para a indústria nacional

8 de novembro de 2010 / 09:35 Informes Enviar por e-mail Enviar por e-mail Imprimir

A+ A-

O presidente da Petrobras, José Sergio Gabrielli de Azevedo, participou na manhã desta segunda-feira (08/11) do 5º Fórum de Debates Brasilianas.org, em São Paulo.  O evento visa a debater o papel do pré-sal como propulsor da indústria nacional.

Na abertura do Fórum, o secretário de Petróleo, Gás Natural e Combustíveis Renováveis do Ministério de Minas de Energia, Marco Antonio Martins de Almeida, traçou um breve histórico da evolução do conteúdo nacional no setor petrolífero desde a década de 1990 até os dias atuais. Ele enfatizou que, até 2003, não havia exigência de conteúdo nacional ou penalidade para o seu não cumprimento nas rodadas de leilões promovidos pela Agência Nacional de Petróleo (ANP). “Assim a maioria das aquisições de bens e equipamentos era realizada no exterior”, afirmou Almeida.

A partir de 2003 a União passou a estimular a cadeia produtiva de petróleo e gás por meio de ações como a exigência do conteúdo local, a criação do Programa de Mobilização da Indústria Nacional de Petróleo e Gás Natural (Prominp) e a confecção do diagnóstico do Programa Nacional de Qualificação Profissional (PNQP) para verificação dos segmentos com carência de profissionais, entre outras medidas.

O presidente da Petrobras debateu com José Velloso Dias Cardoso, primeiro vice-presidente da Abimaq (Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos), a necessidade de mobilização da indústria nacional para os desafios do pré-sal. Gabrielli lembrou a importância do Portal de Oportunidades, no site do Prominp, para que a cadeia de fornecedores da Companhia planeje sua atuação a longo prazo. “No Portal estão listados mais de 1300 itens de materiais, equipamentos e componentes que serão adquiridos pela Companhia até 2014. O fornecedor pode ainda acessar os currículos dos profissionais capacitados pelo Prominp para recrutar mão de obra qualificada”, ressaltou ele.

Sobre o Canal Fornecedor da Petrobras, o presidente informou que a Companhia tem feito repetidos esforços para facilitar o cadastramento das empresas e isto se reflete no aumento de 4.822 empresas cadastradas em janeiro de 2010 para 5.367 em agosto deste ano.

Gabrielli citou ainda o Programa Progredir, lançado no último mês de setembro e que se destina a todos os fornecedores da Petrobras, diretos e indiretos, com foco especial naqueles que apresentam maior dificuldade para levantar financiamentos e alavancar a sua produção. O Programa, que está iniciando sua fase piloto e deverá atingir suas funcionalidades e atender a todos os fornecedores a partir de fevereiro de 2011, facilitará a oferta de crédito em volume e condições que favoreçam a ampliação da base e o crescimento sustentável da cadeia de fornecedores da empresa.

No período da tarde o Fórum contou com a participação do Gerente Executivo do Centro de Pesquisas e Desenvolvimento Leopoldo Américo Miguez de Mello (Cenpes) da Petrobras, Carlos Tadeu da Costa Fraga. Ele esteve presente na plenária “Inovação Tecnológica e Competitividade” acompanhado pela superintendente da área de Planejamento da Financiadora de Estudos e Projetos do Ministério de Ciência e Tecnologia, Eliane de Brito Bahruth.

Carlos Tadeu da Costa Fraga enfatizou a necessidade de fortalecimento da infraestrutura e capacidade dos laboratórios brasileiros, além da capacitação de profissionais qualificados para atuarem em Pesquisa & Desenvolvimento.

A Petrobras investiu nos últimos três anos (2007-2009) R$ 4,8 bilhões em ciência e tecnologia, sendo R$1,2 bilhão destinado para universidades e institutos de pesquisa nacionais, parceiros da Petrobras na construção de infraestrutura experimental, na qualificação de técnicos e pesquisadores e no desenvolvimento de projetos de pesquisa.

A gestão desses investimentos está sendo feita por meio de Redes Temáticas, que consistem em 50 temas estratégicos identificados pela Petrobras na área de petróleo e gás com a colaboração de cerca de 100 universidades e instituições nacionais de P&D.

O 5º Fórum de Debates Brasilianas.org é organizado pela Dinheiro Vivo Agência de Informações e conta com patrocínio da Petrobras. Confira mais informações sobre o ciclo de debates no site www.brasilianasorg.com.br.

Deixe seu comentário

Prezado leitor,

Lembramos que não serão aceitos comentários que tenham conteúdo ou termos ofensivos, nem que sejam desassociados do tema do post. Dúvidas sobre temas diversos devem ser encaminhadas ao Fale Conosco do site.

 caracteres restantes