Programa de Assistência Especial da Petrobras completa 25 anos

8 de novembro de 2010 / 19:01 Informes Enviar por e-mail Enviar por e-mail Imprimir

A+ A-

O Programa de Assistência Especial (PAE) da Petrobras acaba de completar 25 anos. Na vanguarda do conceito de empresa socialmente responsável, a Petrobras criou o programa em 1985 para oferecer assistência especializada para filhos de empregados, aposentados e pensionistas com deficiência.

Para celebrar a data, a Petrobras promoveu, nesta segunda-feira (8/11), a Jornada PAE 25 anos, com atividades sobre os direitos das pessoas com deficiência e debate com especialistas da área. Na sede da Companhia, no Rio de Janeiro, foi realizado o painel “O Direito de Ter e Ser Legal: da Construção ao Exercício da Inclusão”, aberto aos familiares dos beneficiários do programa e à força de trabalho. O objetivo do evento é possibilitar a reflexão e o debate sobre os direitos das pessoas com deficiência. Participaram do painel o advogado do Instituto Brasileiro dos Direitos da Pessoa com Deficiência (IBDD), Alexandre Magnavita, a fonoaudióloga Gabriela Braga, a assistente social do INSS, Zélia Nabor, a cantora Sara Bentes e representantes da Petrobras.

O PAE oferece recursos para prestação de assistência especializada em habilitação, reabilitação e educação para pessoas com deficiência física, sensorial, visual, sensorial auditiva, mental, múltipla e também com transtornos globais de desenvolvimento e de déficit de atenção e hiperatividade. O beneficiário do PAE pode ser reembolsado ao adquirir cadeiras de rodas, aparelhos auditivos e outros tipos de órteses. O Programa não tem limite de idade.

Além do PAE, a Petrobras implantou o Projeto Acessibilidade Para Todos para adequar as instalações dos edifícios da Companhia às necessidades da pessoa com deficiência física. As mudanças vão desde portas mais largas, banheiros acessíveis, lugares reservados nos auditórios, pias com sensores e portas automáticas, até o recrutamento de recepcionistas treinadas em linguagem de LIBRAS, elevadores com painel em braile e aviso sonoro, dentre outras.

A Petrobras segue o padrão de acessibilidade da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) e orientações da Comissão de Defesa da Pessoa Portadora de Deficiência da Assembléia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj). A Comissão reconheceu a atuação da Companhia na promoção da pessoa com deficiência com a entrega do Prêmio Alerj Empresa Eficiente Parceira da Pessoa Deficiente. Os três prédios da Petrobras no Rio de Janeiro possuem o Certificado de Acessibilidade Nota 10, também da Alerj. Além dos programas internos, a Petrobras apoia projetos sociais e culturais voltados para inclusão de pessoas com deficiência.

Deixe seu comentário

Prezado leitor,

Lembramos que não serão aceitos comentários que tenham conteúdo ou termos ofensivos, nem que sejam desassociados do tema do post. Dúvidas sobre temas diversos devem ser encaminhadas ao Fale Conosco do site.

 caracteres restantes