Petrobras inaugura Centro de Operações de Energia

16 de novembro de 2010 / 11:17 Informes Enviar por e-mail Enviar por e-mail Imprimir

A+ A-

A Petrobras inaugurou nesta terça-feira (16/11) o seu Centro de Operações de Energia (COE), que centraliza o relacionamento operacional, em tempo real, das usinas do parque gerador da Companhia com o Operador Nacional do Sistema (ONS).

O parque gerador da Petrobras tem 16 usinas termelétricas com capacidade total de geração de 5.488 MW. Todas elas já são monitoradas pelo COE. Seis já estão com sua comunicação, em tempo real com o ONS, centralizadas no COE. São elas: Luis Carlos Prestes (MS), Barbosa Lima Sobrinho (RJ), Governador Leonel Brizola (RJ), Euzébio Rocha (SP), Aureliano Chaves (MG) e Mário Lago (RJ).

As outras 10 usinas termelétricas terão seu contato operacional, em tempo real com o ONS, transferido para o COE ao longo de 2011. São elas: Rômulo Almeida (BA), Sepé Tiaraju (RS), Celso Furtado (BA), Bahia 1 (BA), Jesus Soares Pereira (RN), Termoceará (CE), Araucária (PR), Juiz de Fora (MG), Fernando Gasparian (SP) e Piratininga (SP).

O COE faz parte da Gerência de Operações e Participações em Energia da Área de Gás e Energia. Suas principais atividades são as autorizações para partidas e paradas de unidades geradoras, coordenação de manutenção em tempo real, monitoramento online dos desvios em relação ao programa diário de operação e emissão de boletins informativos sobre a operação.

Essas atividades, que eram desenvolvidas pelas próprias usinas, a partir de agora, estão centralizadas na sede da empresa, no Centro do Rio, garantindo maior integração à operação do parque gerador da Petrobras e homogeneidade no relacionamento com o ONS, dando mais agilidade a todo o sistema operacional de geração de energia da Companhia.

Além de centralizar o relacionamento operacional, em tempo real, de suas usinas com o ONS, o COE monitorará o consumo de combustível e a produção de energia elétrica nas usinas nas quais tem participação acionária ou contrato para fornecimento de gás natural.

As usinas nas quais a Petrobras tem participação acionária totalizam 2.650 MW de capacidade de geração. São elas as usinas termelétricas Norte Fluminense (RJ), Tambaqui, Jaraqui e Manauara (AM), Arembepe e Muricy (BA), Termocabo (PE), Suape II (PE), Potiguar I e III (RN), Brentech (GO), Usinas Eólicas Mangue Seco 1, 2, 3 e 5 (RN), além das Pequenas Centrais Hidrelétricas (PCHs) da Brasil PCH e da TEP. As usinas para as quais a Petrobras apenas fornece o gás natural e que também serão monitoradas pelo COE são Termopernambuco (PE) e Termofortaleza (CE) com capacidade para gerar 881 MW. O COE monitorará também o Parque Eólico de Guamaré (RN), que pertence ao parque gerador da Petrobras.

O COE funciona em regime de 24 horas, sete dias por semana. Todos os operadores do COE foram capacitados pelo Centro de Tecnologias do Gás e Energia Renováveis (CTGAS-ER).

Deixe seu comentário

Prezado leitor,

Lembramos que não serão aceitos comentários que tenham conteúdo ou termos ofensivos, nem que sejam desassociados do tema do post. Dúvidas sobre temas diversos devem ser encaminhadas ao Fale Conosco do site.

 caracteres restantes