Petrobras patrocina festivais de cinema

22 de novembro de 2010 / 15:51 Meio Ambiente e Sociedade Enviar por e-mail Enviar por e-mail Imprimir

A+ A-

Com o patrocínio da Petrobras, a Secretaria de Estado de Cultura do Distrito Federal realiza o 43º Festival de Brasília do Cinema Brasileiro, no período de 23 a 30 de novembro. Criado em 1965, é o mais antigo do país. Sua trajetória é referência de crítica e propagação da produção cultural brasileira.

O Festival cresceu junto com Brasília e, hoje, é consolidado o mais tradicional dos eventos culturais realizados na capital do país. A cada ano, cerca de 60 mil pessoas comparecem às várias salas de exibição do Distrito Federal que participam do Festival. Entre os espectadores, há cinéfilos, estudantes, pesquisadores, críticos, convidados nacionais e internacionais, técnicos, jornalistas, além do público em geral.

Além das exibições de filmes brasileiros concorrentes às mostras competitiva 35mm e digital, o Festival promoverá em sua programação, a partir do dia 24 de novembro, a mostra Petrobras Revelando os Brasis, projeto de inclusão e de formação audiovisuais que possibilita a moradores de municípios com até 20 mil habitantes o estudo da linguagem e das técnicas para a promoção de vídeos digitais. Criado em 2004, a iniciativa da Secretaria do Audiovisual do Ministério da Cultura e do Instituto Marlin Azul, com patrocínio da Petrobras, possibilitou a realização de 120 curtas-metragens com duração de 15 minutos nas três primeiras edições.

Para o 43º Festival de Brasília do Cinema Brasileiro, a mostra Petrobras Revelando os Brasis exibirá ficções e documentários, reunindo uma coletânea de temas que tratam desde o perfil de personagens, os costumes, a tradição e até as lendas dos pequenos municípios. A Mostra Petrobras Revelando os Brasis será exibida na Sala Alberto Nepomuceno do Teatro Nacional, no Pólo de Cinema e no Museu Vivo da Memória Candanga. Ainda serão apresentadas, no Festival, a mostra Brasília, filmes restaurados, festivalzinho, debates, oficinas, lançamento de livros e Dvds, seminários e ações de inclusão cultural.

Por sua expressividade ao longo desses anos, o Festival mereceu o registro de Patrimônio Cultural Imaterial pelo Governo do Distrito Federal em 2007. Alcança, este ano, sua 43ª edição, preservando a sua história e firma como um evento de excelência, dinâmico, engajado e democrático. Também, em 2007, o Festival implantou projetos de inclusão cultural que proporcionam aos deficientes visuais e auditivos a possibilidade de participar das atividades do evento por intermédio de legendagem eletrônica dos diálogos dos filmes e audiodescrições da tela. Essa iniciativa pioneira foi reconhecida e estimulada por outros festivais espalhados pelo Brasil a reproduzi-la.

Saiba mais sobre o evento e conheça a programação.

IX Arariboia Cine

A Petrobras também patrocina, por meio do Programa Petrobras Cultural, a nona edição do Arariboia Cine, que será realizado de 23 a 28 de novembro, em Niterói, com o tema “Fronteiras e Deslocamentos”. A programação prevê debate com cineastas, mostra competitiva digital, homenagem a José Carlos Avellar e exibição de trabalhos em diferentes formatos, do experimental ao clássico, de diretores consagrados a estreantes.

Nos dias 24 e 25, o festival terá, respectivamente, as pré-estreias de “Filhos de João, admirável mundo novo baiano”, de Henrique Dantas, e “Elvis e Madona”, de Marcelo Laffitte. Confira a programação completa.

Deixe seu comentário

Prezado leitor,

Lembramos que não serão aceitos comentários que tenham conteúdo ou termos ofensivos, nem que sejam desassociados do tema do post. Dúvidas sobre temas diversos devem ser encaminhadas ao Fale Conosco do site.

 caracteres restantes