Venda de volume recorde em leilão de gás natural

24 de novembro de 2010 / 20:29 Informes Enviar por e-mail Enviar por e-mail Imprimir

A+ A-

A Petrobras vendeu nesta quarta-feira (24/11) 9,18 milhões de m³/dia de gás natural em leilão eletrônico. Este é o maior volume desde que a Petrobras iniciou, em abril de 2009, essa modalidade comercial, sendo 34% superior ao volume recorde já vendido em leilões anteriores. Foram adquiridos 61% do total de 15 milhões de m³/dia ofertados hoje.

Nesse leilão foi oferecida parte do volume disponível para as termelétricas que não será demandada até março de 2011 em função do despacho termelétrico esperado para o período e das atuais condições dos reservatórios das hidrelétricas. As quantidades comercializadas nesse leilão não afetam o atendimento aos compromissos assumidos pela Petrobras com o mercado termelétrico.

Ao colocar esses volumes de gás natural no mercado, a Petrobras possibilita que as distribuidoras estaduais ofereçam, à indústria nacional, o energético em condições mais competitivas. Hoje, o mercado industrial consome cerca de 70% do volume de gás não termelétrico brasileiro.

O deságio, neste certame, foi de 49% em relação ao preço médio dos contratos de longo prazo – maior desconto no preço do gás natural obtido pelas distribuidoras nos onze leilões já realizados.

Como consequência, 62% da demanda das distribuidoras por gás natural, para atendimento ao mercado não termelétrico, terá um preço médio global inferior ao do gás de origem boliviana.

A experiência na realização de onze leilões demonstra a eficiência desse mecanismo como instrumento para comercialização de gás natural. A Petrobras reafirma o seu compromisso de continuar realizando vendas do gás termelétrico não demandado no período por meio de contratos de curto prazo.

Deixe seu comentário

Prezado leitor,

Lembramos que não serão aceitos comentários que tenham conteúdo ou termos ofensivos, nem que sejam desassociados do tema do post. Dúvidas sobre temas diversos devem ser encaminhadas ao Fale Conosco do site.

 caracteres restantes