Petrobras participa da Expo Brasil com projetos sociais patrocinados

1 de dezembro de 2010 / 17:18 Meio Ambiente e Sociedade Enviar por e-mail Enviar por e-mail Imprimir

A+ A-

A Petrobras é patrocinadora da 9ª edição da Expo Brasil, maior encontro de desenvolvimento local do País, que será realizado entre os dias 1º e 3 de dezembro, no Centro de Convenções SulAmérica, na Cidade Nova, no Rio de Janeiro. A edição 2010 da Expo Brasil promoverá palestras, debates, oficinas e cursos sobre economia solidária, inovação e compromisso ambiental.

A Companhia vai levar oito projetos sociais patrocinados ao evento: Plano Social Reciclando Vidas; Incubadora de Projetos de Profissionais e Empreendedores Egressos do Sistema Penitenciário (IEE); Incubadora Afro Brasileira (IA); Agricultura Familiar Periurbana: Gerando Trabalho e Renda; Roçarte – Fortalecimento da Economia Criativa no Artesanato Rural do Território da Cidadania Noroeste Fluminense; PAIS – Produção Agroecológica Integrada e Sustentável; Projeto Qualificando a Educação de Crianças e Adolescentes em Favelas do Rio de Janeiro e Projeto Cinema Nosso.

Representantes da Petrobras participarão, no dia 1º de dezembro, da abertura do evento, às 10h30, e projetos patrocinados pela Petrobras participam da mesa “Territórios em Movimento: Tecnologias Sociais”, que será realizada no dia 2 de dezembro, às 10h e às 16h30. O tema do debate serão as técnicas e metodologias sociais reaplicáveis, desenvolvidas nas comunidades, que representam soluções de transformação social.

Além de participar dos debates, os projetos exibirão vídeos sobre suas atividades e demonstrarão produtos e tecnologias sociais no estande da Petrobras no evento. O Cinema Nosso promoverá oficinas de filme em celular no estande todos os dias do evento, às 10h30 e às 14h30. Os alunos do projeto também farão uma apresentação sobre a organização no palco principal da Expo Brasil, na sexta-feira.

Todos os projetos convidados são patrocinados pelo Programa Petrobras Desenvolvimento & Cidadania, que investe em projetos voltados para geração de renda e oportunidade de trabalho, educação para a qualificação profissional e garantia dos direitos das crianças e dos adolescentes. De 2007 a 2009, o Programa investiu R$ 396 milhões em mais de 1,8 mil projetos. O Programa prevê investimentos de R$ 1,3 bilhão até 2012, que deverão permitir a realização de projetos que atendem direta e indiretamente a 18 milhões de pessoas em todos os estados do país.

O evento ainda contará com o estande da Rede de Tecnologia Social (RTS), instituição que tem a Petrobras como uma de suas mantenedoras. A RTS desenvolve ações para difusão e reaplicação em escala de tecnologias sociais.

As inscrições para a Expo Brasil são gratuitas e podem ser feitas no site.

Sobre os projetos

Incubadora Afrobrasileira

Promove soluções sustentáveis que tenham como foco o desenvolvimento de negócios liderados por empreendedores com atuação nas áreas do comércio e de serviços informais, com menos de 10 anos de escolaridade formal, de origem afro e/ou indígena, residentes nas regiões com baixo Índice de Desenvolvimento Humano – IDH e mantenedores de domicílio. Atua na cidade de Nova Iguaçu e na Região Metropolitana do Rio de Janeiro.

Incubadora de Projetos de Profissionais e Empreendedores Egressos do Sistema Penitenciário

Criada em 2006, a IEE é considerada um projeto pioneiro na América Latina e referência mundial no trabalho de recuperação de presidiários. A iniciativa promove a inclusão de profissionais empreendedores egressos do sistema prisional, gerando oportunidades de emprego, renda e cidadania. A incubadora funciona no município de São Gonçalo, no Rio de Janeiro.

Plano Social Reciclando Vidas (Instituto Synthesis)

O projeto visa contribuir para o beneficiamento do desenvolvimento local gerado pela inauguração do Comperj na região de São Gonçalo-RJ, promovendo atividades de educação, capacitação profissional, cidadania e direitos humanos. São oferecidos cursos de qualificação profissional, com certificados nacionalmente reconhecidos, para jovens da comunidade de catadores de Itaoca.

Agricultura Familiar Periurbana: Gerando Trabalho e Renda

Visa a ampliação das oportunidades de ocupação econômica e de geração de renda de agricultores familiares periurbanos na região metropolitana do Rio de Janeiro. Os atendidos diretos são agricultores provenientes de comunidades situadas em 4 municípios: Nova Iguaçu, Queimados, Magé e Rio de Janeiro.

Roçarte – Fortalecimento da economia criativa no artesanato rural

Promove geração de renda e oportunidade de trabalho aos artesãos dos ambientes rurais do território Noroeste do Estado do Rio de Janeiro, proporcionando, dessa forma, a inclusão social com desenvolvimento sustentável. Os participantes do projeto são artesãos provenientes dos municípios de Aperibé, Bom Jesus de Itabapoana, Cambuci, Italva, Itaocara, Itaperuna, Lage do Muriaé, Miracema, Natividade, Porciúncula, Santo Antonio de Pádua, São José de Ubá, e Varre-Sai.

PAIS – Produção Agroecológica Integrada Sustentável

Difundir a tecnologia PAIS – Produção Agroecológica Integrada e Sustentável – como instrumento de geração de trabalho e renda na agricultura familiar nos municípios de Cachoeiras de Macacú, Magé, Guapimirim, Rio Bonito, Itaboraí e Tanguá. Trata-se da produção integrada de aves, hortaliças e frutas, com aproveitamento cíclico da produção e de seus resíduos na forma de cadeia alimentar.

Qualificando a Educação de Crianças e Adolescentes em Favelas do Rio de Janeiro

Promove qualificação da educação pública no Rio de Janeiro. O projeto inclui a participação em oficinas estruturadas em cinco Núcleos de Ações Pedagógicas: Pesquisas Artísticas, Pesquisas para a Memória, Diálogos com a Escola, Educação para as Ciências e as visitas à cidade no Núcleo de Educação Urbana, que explora a dimensão educadora da cidade e seus espaços culturais.

Cinema Nosso

Visa contribuir com o desenvolvimento estético, artístico, cultural e político de jovens, estudantes de escolas públicas e classes populares, através de capacitação e oficinas livres em cinema e animação com o objetivo de viabilizar a produção coletiva de filmes. O projeto promove a exibição de filmes seguida de debate sobre o conteúdo e a linguagem cinematográfica e outras atividades que promovam a reflexão dos jovens sobre temáticas relativas ao seu cotidiano.

Deixe seu comentário

Prezado leitor,

Lembramos que não serão aceitos comentários que tenham conteúdo ou termos ofensivos, nem que sejam desassociados do tema do post. Dúvidas sobre temas diversos devem ser encaminhadas ao Fale Conosco do site.

 caracteres restantes