Construtoras: carta ao Globo

3 de dezembro de 2010 / 14:46 Esclarecimentos Enviar por e-mail Enviar por e-mail Imprimir

A+ A-

Sobre a matéria “Construtoras deram R$ 252 milhões a políticos” publicada nesta sexta-feira (03/12) pelo Globo, a Companhia lamenta não ter sido procurada para prestar os devidos esclarecimentos. A Petrobras esclarece que, para a Companhia, não ocorreram irregularidades ou pagamentos indevidos na construção do gasoduto Urucu-Coari-Manaus. Existe uma divergência de entendimentos entre a Petrobras e o TCU quanto à forma de verificação dos custos no demonstrativo de formação de preços. A diferença entre o valor inicial previsto e o valor final resultou das condições adversas de trabalho na Amazônia, como tipo de solo, clima, acesso aos canteiros de obras, entre outros. Estas dificuldades originaram várias ações, como por exemplo a utilização de aeronaves especiais vindas do exterior para o transporte de dutos. Com essa nova metodologia, foi possível trabalhar tanto na época de cheia quanto na de vazante, quando os rios se tornam intransitáveis. Contribuíram também para a elevação do investimento o aumento de custos no fornecimento de bens e serviços utilizados na construção do gasoduto, decorrentes do aquecimento do mercado durante o período. Além disso, à época, o tribunal não considerou alguns custos indiretos, tais como custos de mobilização e desmobilização das balsas necessárias para a obra.

Sobre a acusação de que houve fraude em contrato com a Odebrecht para manutenção de plataformas, a Petrobras nega que tenha havido irregularidades e esclarece que o aumento nos preços se deu por motivos imprevisíveis, sendo que os valores pagos eram os praticados no mercado, à época, em contratos similares com outras empresas. É importante destacar que a realização dos serviços, naquele momento, era imprescindível para manutenção da segurança das plataformas e, especialmente, das pessoas que nelas trabalhavam.

Deixe seu comentário

Prezado leitor,

Lembramos que não serão aceitos comentários que tenham conteúdo ou termos ofensivos, nem que sejam desassociados do tema do post. Dúvidas sobre temas diversos devem ser encaminhadas ao Fale Conosco do site.

 caracteres restantes