Gabrielli apresenta demanda da Petrobras a jovens empreendedores

6 de dezembro de 2010 / 16:53 Informes Enviar por e-mail Enviar por e-mail Imprimir

A+ A-

O presidente da Petrobras, José Sergio Gabrielli de Azevedo, participou na manhã desta segunda-feira (6/12), em São Paulo, do VI Congresso Paulista de Jovens Empreendedores.

O evento, organizado pela Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), teve como tema “Brasil: O futuro do país do presente” e contou ainda com palestras do presidente do Banco Central, Henrique Meirelles, e do presidente do BNDES, Luciano Coutinho.

Em sua palestra, Gabrielli apresentou o volume de demandas da Companhia por embarcações e equipamentos nos próximos anos e destacou a necessidade de contratação de 26 sondas, 465 barcos de apoio e especiais e 53 plataformas até 2013, apenas para citar alguns exemplos.

O presidente da Petrobras enumerou a demanda da Petrobras em 3200 itens listados atualmente no site do Programa de Mobilização da Indústria Nacional de Petróleo e Gás (Prominp) – e atualizados trimestralmente. Segundo ele, esta medida visa “dar visibilidade das nossas necessidades aos elos da cadeia de fornecedores e garantir que eles estejam preparados para o volume de US$ 224 bilhões que serão investidos pela Petrobras nos próximos quatro anos”, afirmou. Entre os itens apresentados no portal estão 18.300 bombas, 3.200 compressores e 834.000 válvulas.

Gabrielli lembrou que o site do Prominp possui hoje três mil empresas cadastradas gratuitamente que podem conhecer a demanda por seus produtos, ampliar sua visibilidade na cadeia de suprimentos e promover intercâmbio de informações com outros fornecedores. “Há oportunidades tanto para fornecedores diretos como para fornecedores de fornecedores e empresas de menor porte”, completou.

O conteúdo nacional na aquisição de bens e serviços pela Petrobras também é fator destaque, segundo Gabrielli. “O mercado respondeu melhor do que imaginávamos e hoje a Petrobras realiza, em média, 75% de aquisições de bens e serviços no país”, afirmou. Na área de Abastecimento, o conteúdo local atingiu 83%, enquanto em Exploração e Produção e em Gás e Energia este percentual chega a, respectivamente, 65% e 92%.

Até o momento o Plano Nacional de Qualificação Profissional (PNQP) treinou mais de 78 mil pessoas e até 2014 existe a necessidade de qualificar outras 212.638 pessoas. As inscrições para o 5º ciclo de cursos do Prominp contaram com mais de 258 mil inscritos para 28 mil vagas, em cursos gratuitos para qualificação profissional no setor de petróleo e gás, nos níveis básico, médio, técnico e superior, em 13 estados do país.

Saiba mais sobre o Prominp.

Deixe seu comentário

Prezado leitor,

Lembramos que não serão aceitos comentários que tenham conteúdo ou termos ofensivos, nem que sejam desassociados do tema do post. Dúvidas sobre temas diversos devem ser encaminhadas ao Fale Conosco do site.

 caracteres restantes