Financiamentos do BNDES: respostas à Folha

14 de dezembro de 2010 / 12:26 Respostas à Imprensa Enviar por e-mail Enviar por e-mail Imprimir

A+ A-

Leia a matéria “Mesmo após crise, BNDES é maior credor da Petrobras”, publicada nesta terça-feira (14/12) pelo jornal Folha de São Paulo. Confira, abaixo, as respostas encaminhadas pela Companhia ao veículo.

Pergunta: Qual a distribuição percentual por fontes de financiamento (BNDES, instituições financeiras, mercado de capitais etc) e o valor do endividamento total da Petrobras no período de janeiro a setembro de 2009, 2008 e 2007? É para comparar com o dado apresentado.

Resposta:

BR GAAP

Endividamento Total: em 30 de setembro de cada ano

2007: R$ 38.749 milhões
2008: R$ 48.325 milhões
2009: R$ 90.227 milhões

Distribuição percentual por categoria: em 30 de setembro de cada ano

2007:

Instituições financeiras: 43%
Notes: 27%
Debêntures: 14%
BNDES: 10%
Outros: 6%

2008:

Instituições financeiras: 32%
Notes: 30%
Debêntures: 10%
BNDES: 20%
Outros: 8%

2009:

Instituições financeiras: 24%
Notes: 17%
Debêntures: 5%
BNDES: 41%
Notas de Crédito à Exportação: 7%
Outros: 6%.

Pergunta: Qual era a distribuição percentual nesses mesmos períodos (jan-set 2007,2008 e 2009) por moeda (real, dólar, real atrelado ao dólar etc)?

Resposta:

BR GAAP *

* em 30 de setembro de cada ano

2007:

Reais: 18%

Reais indexado ao Dólar: -

Dólar: 74%

Iene: 4%

Outras: 4%

2008:

Reais: 28%

Reais indexado ao Dólar: -

Dólar: 68%

Iene: 3%

Outras: 1%

2009:

Reais: 24%

Reais indexado ao Dólar: 32%

Dólar: 37%

Iene: 6%

Outras: 1%

Pergunta: Por fim, gostaria do percentual por vencimento nesses mesmos períodos. Quanto era de longo prazo, curto prazo e pós 2015 (ele destacou que 79% da dívida tinha vencimento pós-2015).

Resposta:

BR GAAP *

* em 30 de setembro de 2007

2008: 5%

2009: 27%

2010: 15%

2011: 9%

2012: 11%

PÓS 2012: 33%

* em 30 de setembro de 2008

2009: 5%

2010: 16%

2011: 12%

2012: 12%

2013: 9%

PÓS 2013: 46%

* em 30 de setembro de 2009

2010: 9%

2011: 20%

2012: 8%

2013: 4%

2014: 17%

PÓS 2014: 42%

Pergunta: Não há risco da Petrobras depender excessivamente de uma fonte de financiamento, o BNDES no caso, que já responde por mais de um terço da dívida da empresa? Há daqui para a frente a perpectiva de diversificar as fontes, já que o ministro Manrega sinalizou que as empresas devem buscar mais financiamento privado no lugar do apoio do banco estatal e o governo vai criar condições para isso?

Resposta: O aumento do financiamento do BNDES relaciona-se as mudanças dos limites permitidos ao banco de emprestar a Petrobras. Essa será sempre uma fonte que estaremos buscando, desde que apresente condições atrativas. A geração operacional de caixa da Companhia sempre foi a principal fonte de financiamento dos seus investimentos. Complementarmente, sempre contou com o mercado privado de dívida, como fonte importante de crédito. Vale lembrar a capacidade da Companhia de obter um empréstimo ponte de USD 6,5 bilhões em 2009, com bancos comerciais, em meio a crise internacional, que foi refinanciado no mercado internacional de títulos em sua totalidade.

Pergunta: Quais são a fontes que serão buscadas e quanto a estatal espera captar em 2011 de bancos, mercado de capitais e crédito à exportação (agências de fomento)?

Resposta: A disponibilidade atual de caixa da Companhia, somada a geração operacional esperada para 2011, deverão ser mais que suficientes para atender os investimentos planejados para 2011. Porém, o Plano de Negócios 2010-2014 apresenta uma necessidade de captação de USD $96 bilhões, dos quais já captamos via emissão de ações (volume líquido do pagamento da Cessão Onerosa) e de dívida, este ano, mais de US$ 40 bilhões. Para o restante, vamos sempre trabalhar com antecipação, acessando o mercado de capitais internacional, o mercado bancário e outras fontes, sempre que se mostrarem atrativas, num montante anual médio de uns US$15 bilhões.

Deixe seu comentário

Prezado leitor,

Lembramos que não serão aceitos comentários que tenham conteúdo ou termos ofensivos, nem que sejam desassociados do tema do post. Dúvidas sobre temas diversos devem ser encaminhadas ao Fale Conosco do site.

 caracteres restantes