Destaque Internacional

O site do jornal Le Monde traz matéria sobre “a insegurança” que ameaça o setor de petróleo na Nigéria, inclusive a corrupção. Diz que para EUA e Europa, a Nigéria é estratégica na busca de fontes de petróleo alternativas ao Oriente Médio. Cita a participação das grandes estatais emergentes no país – Petrobras e Cnooc – , os investimentos do Akpo e a reforma que o governo quer fazer, a preocupação das empresas estrangeiras. O secretário de Petróleo da Nigéria, Odein Ajumogobia, diz que o modelo é a brasileira Petrobras ou a Pertamina, da Indonesia. 

O Jornal de Angola de hoje traz matéria sobre acordo assinado entre a Vale e a Petrobras na área de gás.

Em Portugal, o Expresso de sábado traz nota sobre a primeira comercialização de petróleo do Tupi.

O jornal da China em inglês Shanghai Daily traz na capa do caderno de negócios uma enorme foto-legenda sobre o batismo da plataforma Sevan Driller que está sendo construída para ser levada para exploração no Brasil.

No site do Wall Street Journal,  matéria sobre início de perfuração de três poços em águas profundas da Exxon na costa da Líbia. O diretor Tim Cejka diz também que ainda não poderia dizer que um poço recente no Brasil, o Guarani, é seco.

Na Argentina, o jornal La Nacion  de sábado traz matéria sobre aumento do diesel na Argentina, decisão adotada por Petrobras, Shell e Esso, mas não pela Repsol-YPF. Diz que os aumentos foram feitos “em silêncio”pelas petroleiras. Segundo a matéria, economistas e associações de consumidores esperam uma onda de aumentos de preços depois das eleições.

O jornal boliviano El Deber  de sábado traz matéria com base na agência Estado que cita o presidente Gabrielli sobre dificuldades em receber o volume máximo de gás contratado com a Bolívia, em função de um problema em um gasoduto.

Também o jornal El Nuevo Dia traz matéria sobre falhas no abastecimento devido a problemas em um gasoduto, cita também fontes da YPFB que negam qualquer problema.

O site Hidrocarburos Bolivia traz análise sobre o futuro do Gasoducto del Noreste Argentino e o abastecimento de gás da Bolívia para a Argentina. Diz que a Bolívia deixa de entregar os volumes prometidos de gás à Argentina quando aumenta demanda do Brasil e que cláusula do contrato estabelece que o mercado argentino será abastecido quando o consumo interno boliviano e as exportações para o Brasil tiverem sido atendidas.

No Peru, coluna do jornal Correo analisa o abastecimento e a política energética no Peru e diz que as previsões “alarmistas” de que as reservas são menores do que o previsto não levam em conta diferentes fatores. Cita inclusive os “programas futuros de exploração nos lotes 57 (Repsol), 58 (Petrobras) e Hunt (56), todos eles na mesma zona geológica de Camisea, que é promissora”.

A UPI deste domingo deu destaque a defesa de Gabrielli. Segundo o despacho o presidente da Petrobras diz estar preparado para tudo. Ele afirma que a CPI está baseada em uma campanha de criação de dados artificiais. Gabrielli diz também que por enquanto estão só se defendendo, mas que o ataque faz parte da defesa.

http://www.timesoftheinternet.com/espanol/46273.html

A agência de notícias italiana Ansa cita a Petrobras em despacho sobre o afastamento de Sarney do Senado. Segundo a nota, Gabrielli afirmou que estão “preparados para o vale-tudo” às vésperas da instalação da CPI.

http://www.ansa.it/ansalatina/notizie/notiziari/brasil/20090628192534905262.html

A Reuters deu nota sobre de uma plataforma de perfuração de U$ 600 milhões construída pela Cosco chinesa para a Sevan Marine. A plataforma será operada pela Petrobras.

http://www.reuters.com/article/rbssEnergyNews/idUSPEK8512220090628