Destaque Internacional

Neste sábado, 4 de julho, o destaque ainda é o início  do refino do pré-sal

A Business Week deu nota com certo atraso sobre o anúncio da Petrobras de que começou a refinar petróleo extraído nas áreas do pré-sal. A nota afirma que este processo ajudará a determinar a qualidade comercial do produto. A EFE foi a primeira agência a dar esta informação ontem, seguida de vários outros veículos, entre eles o Wall Street Journal online.

Petrobras começa a refinar a primeira carga de petróleo do pré-sal

http://www.bnamericas.com/story.xsql?id_sector=9&id_noticia=483498&Tx_idioma=I&source

Petrobras anuncia o início do refino de petróleo no pré-sal

http://online.wsj.com/article/BT-CO-20090703-704635.html

Segundo a Reuters, o diretor internacional da Petrobras, Jorge Zelada disse que a empresa espera resultados decepcionantes na exploração do bloco iraniano de Tusan. “Nossa expectativa é de uma reserva subcomercial”, ele disse. Um porta-voz iraniano informou à Reuters que uma empresa da Malásia está interessada no bloco do Mar Cáspio que a Petrobras avaliou e decidiu não explorar. Segundo a nota, a Petrobras está se concentrando no desenvolvimento de reservas abaixo da camada do pré-sal na costa brasileira.

A brasileira Petrobras não vê muitas perspectivas para o petróleo iraniano

http://www.reuters.com/article/rbssEnergyNews/idUSN0317110720090703

A Petrobras está entre as petrolíferas interessadas em formar consórcios para concorrer à licitação para exploração dos blocos de Carabobo, na Venezuela, segundo a Reuters. Parcerias entre a China National Petroleum Corporation (CNPC) e a Total francesa, e entre a CNPC e a Sinopec estão em discussão. Outra parceria sendo discutida é entre a Ecopetrol colombiana, a Petronas da Malásia e a Repsol espanhola e a Galp, a Petrobras e a Statoil norueguesa. As petrolíferas estão avaliando os investimentos necessários para a exploração na área. Este será na faixa de US$ 10 a 20 bilhões, dependendo da complexidade dos blocos.

Petrolíferas formam consórcios para o campo de Carabobo, na Venezuela

http://www.reuters.com/article/companyNews/idUSN0312980520090704

O jornal Guardian cita a Petrobras como uma das empresas que dobrou o valor de suas ações este ano em matéria sobre investimento em commodities.

Commodities: está na hora de comprar níquel e cobre de novo?

http://www.guardian.co.uk/money/2009/jul/04/commodities-investment-funds

Segundo a Bloomberg, o Presidente Hugo Chavez disse que a Venezuela e o Banco de Desenvolvimento da China estão discutindo um terceiro empréstimo de US$4 bilhões. O empréstimo será pago em petróleo.

China pode assinar novo acordo de empréstimo para petróleo, diz Chavez

http://www.bloomberg.com/apps/news?pid=newsarchive&sid=ab3S0C0XlRdk

A Bloomberg tem matéria dizendo que três fontes informaram que a Repsol YPF SA está discutindo a venda de parte de sua unidade argentina para a China National Petroleum Corporation e a China National Offshore Corporation. A Repsol quer diminuir sua participação na YPF de Buenos Aires para se dedicar à exploração de reservas em países como Líbia, Brasil e Algéria.

CNPC e Cnooc parecem interessados em participação da Repsol YPF

http://www.bloomberg.com/apps/news?pid=newsarchive&sid=aZq2xVbh.Gt4