Destaques Internacionais 09/12/2009

Potencial de Iara e antecipação de projeto piloto em Tupi entre os destaques

A Agência EFE e a Upstream repercutiram o comunicado distribuído em que a Petrobras confirma sua estimativa para o volume recuperável dos campos de Iara entre três bilhões  e quatro bilhões de barris de petróleo e gás natural.

Petrobras confirma mais de 3.000 milhões de barris de petróleo em Iara

http://ewatch.prnewswire.com/rs/display.jsp?a=20579-778545348-1653264284&key=D|139846|S|0|x|778545348

Petrobras tem o total de Iara

http://www.upstreamonline.com/live/article201010.ece

A coletiva realizada ontem pela Petrobras foi tema de matéria na Dow Jones Newswires sobre a instalação de um projeto piloto de um campo de petróleo offshore em Tupi, no pré-sal da Baía de Santos. Segundo informa o veículo, o diretor de Exploração e Produção da empresa, Guilherme Estrella, disse que a Petrobras pretende adiantar em pelo menos dois meses a instalação do projeto, previsto para dezembro de 2010. Os planos são de produzir 120 mil barris por dia em Tupi. A matéria destaca outro projeto da Petrobras: o Guará, que será testada no primeiro semestre de 2010 e produzirá 20 mil barris por dia.

Petrobras pretende antecipar projeto-piloto do campo de Tupi

http://online.wsj.com/article/BT-CO-20091208-708279.html

O veículo chinês Xinhua News Agency e a Agência EFE publicaram matéria sobre o anúncio de Petrobras de que irá testar, nos próximos 21 dias, o etanol como gerador de energia elétrica para abastecer uma das turbinas da termelétrica de Juiz de Fora. O projeto pioneiro no mundo foi desenvolvido em conjunto com a multinacional GE. A EFE ressalta que a intenção da empresa é tanto avaliar o desempenho da turbina, quanto as emissões de gases contaminantes e a viabilidade econômica do projeto.

Petrobras vai testar etanol na geração de energia

http://ewatch.prnewswire.com/rs/display.jsp?a=20579-778545893-1653266324&key=D|139846|S|0|x|778545893

Brasil começará a gerar eletricidade a partir do etanol este mês

http://ewatch.prnewswire.com/rs/display.jsp?a=20579-778412975-1652964349&key=D|139846|S|0|x|778412975

Matéria da Agência EFE comenta a novidade divulgada ontem, durante a entrevista coletiva, de que a Petrobras desenvolveu uma tecnologia que permite produzir diesel vegetal a partir da mamona. O presidente da Petrobras Biocombustível, Miguel Rossetto, informou que as três centrais de biodiesel da estatal têm capacidade para produzir, juntas, 324 milhões de litros de diesel vegetal ao ano.

Petrobras desenvolve tecnologia para produzir biodiesel a partir da mamona

http://ewatch.prnewswire.com/rs/display.jsp?a=20579-778493339-1653099425&key=D|139846|S|0|x|778493339

A Petrobras apareceu em matéria da Bloomberg e também da Reuters sobre as afirmações do diretor Financeiro e de Relações com Investidores da empresa, Almir Barbassa, de que a estatal pretende levantar mais de U$10 bilhões de investidores minoritários em uma venda de ações no próximo ano. A Reuters ressalta que a decisão faz parte do plano governamental de capitalização da Petrobras. A nota da Bloomberg destaca que a Petrobras iniciou este mês a perfuração do pré-sal para explorar as reservas de petróleo que estão nos planos de compra do governo.

Petrobras espera levantar U$ 10 bilhões de investidores

http://www.bloomberg.com/apps/news?pid=newsarchive&sid=aq83LVA4BIu4

Petrobras provavelmente não precisará resolver débito em 2010

http://www.reuters.com/article/idUSN0819564720091208

As declarações do diretor da Área Internacional da companhia, Jorge Zelada, na entrevista coletiva de ontem também repercutiram na EFE e na agência Xinhua News. Ele afirmou que a Petrobras irá firmar ainda esta semana um contrato que permite à empresa procurar petróleo em águas profundas do Uruguai. Zelada acrescentou que a América do Sul continua sendo prioridade para a estatal.

Petrobras iniciará em 2010 estudo para buscar petróleo sólido em águas do Uruguai

http://ewatch.prnewswire.com/rs/display.jsp?a=20579-778409204-1652955099&key=D|139846|S|0|x|778409204

Petrobras vai procurar petróleo em águas profundas do Uruguai

http://ewatch.prnewswire.com/rs/display.jsp?a=20579-778545756-1653265857&key=D|139846|S|0|x|778545756

A Xinhua Spanish distribuiu despacho sobre o comunicado da Petrobras de que inaugurou ontem um laboratório em São José dos Campos visando desenvolver catalisadores para o refino de petróleo. O foco é refinar o petróleo pesado que produz na base de Campos, no litoral fluminense.

Petrobras investe no desenvolvimento de catalisadores para o refino do Petróleo

http://ewatch.prnewswire.com/rs/display.jsp?a=20579-778523501-1653175102&key=D|139846|S|0|x|778523501

Em nota, a Bloomberg afirma que a Petrobras pode construir duas novas bases de nitrogênio para fertilizantes de plantas. As novas bases produziriam 1000 toneladas de fertilizantes à base de nitrogênio.

Petrobras pode construir duas novas bases de nitrogênio usadas como fertilizantes de plantas

http://www.bloomberg.com/apps/news?pid=newsarchive&sid=a5k9K.VxhdME

A Bloomberg também divulgou nota sobre a declaração do presidente da Petrobras, José Sergio Gabrielli, durante a coletiva, sobre a confiança que a empresa tem de que conseguirá financiar o plano de gastos 2009-2013. De acordo com Gabrielli, o plano de investimento é viável com os preços do petróleo baixos como a US$ 45 por barril.

Petrobras confiante no financiamento do Plano de Investimento 2009-2013

http://www.bloomberg.com/apps/news?pid=newsarchive&sid=aIXTlBQRN4SU

No Chile, o jornal Diario Financiero traz matéria citando a Petrobras como exemplo de sucesso. É entrevista com Guillermo Tagle, diretor executivo do IM Trust, em que ele defende que o Chile ponha ações de estatais em Bolsa, como fez a Petrobras.

No México, o jornal El Universal traz análise sobre a lista da Forbes das 500 maiores empresas. O artigo cita a Petrobras em 6º lugar na lista das 40 empresas mais rentáveis.

No Equador, o jornal El Universo diz que as petroleiras propuseram investir US$ 256,1 milhões no país em 2009. Segundo o jornal, a Petrobras aumentou os investimentos de US$ 8 milhões para US$ 10 milhões.