Destaques Internacionais – 10/12/2010

Investimentos em apoio às atividades exploratórias são o destaque desta sexta-feira

Segundo a Reuters, a Petrobras planeja a construção de três heliportos e três portos para apoiar as plataformas e ajudar a transportar trabalhadores e equipamentos para a expansão das atividades exploratórias.

Petrobras construirá portos e heliportos para boom da exploração na costa brasileira

De acordo com o Dow Jones, a Pampa Energia e a Petrobras Argentina firmaram parceria para desenvolver o campo de gás na província de Neuquen, que garantirá o fornecimento de combustível à usina de eletricidade de Loma de la Lata.

Pampa energia e unidade da Petrobras serão parceiros em campo de gás

O Upstream noticia que a plataforma Sevan Driller da Petrobras que estava parada na bacia de Campos por problemas no sistema antiexplosão começou a ser reparada nesta semana.

De acordo com o Upstream, o investimento em navios-plataforma pode alcançar US$ 80 bilhões nos próximos cinco anos e a demanda por essas unidades aumentará. Entre as estimativas, a entrada em produção do navio-plataforma da Petrobras em Cascade-Chinook.

No site da revista Bloomberg-BusinessWeek, matéria sobre custos de eletrônicos no Brasil, destacando o preço de um iPad, inclui a informação de que a Petrobras compra 70% do equipamento para produção de petróleo no mercado nacional.

Na Bolívia, o jornal La Jornada traz materia dizendo que a YPFB e as companhia de petróleo que operam no país vão investir US$ 756,8 milhões nos megacampos no período 2010-2015. Cita os investimentos da Petrobras, YPFB Andina e Total nos blocos de San Alberto e San Antonio.

Conforme o Upstream, a ANP concedeu à Petrobras licença para começar os esperados testes estendidos em Guará, no bloco BM-S-9 da bacia de Santos, mas limitou a quantidade de gás a ser queimada.