Destaques Internacionais 13/05/2010

Indústria naval e estudo sobre companhias de petróleo das Américas Central e do Sul

A Petrobras é citada em matéria do CNBC sobre novo relatório da GlobalData sobre as “Companhias de petróleo da América Central e do Sul”, focado nos investimentos e no papel que a rápida evolução no setor representa no desenvolvimento da região. Segundo o estudo, a América do Sul e Central devem emergir como novas áreas exportadoras de petróleo até 2020. A produção na região deve aumentar 9,8 milhões de barris por dia até 2020, impulsionada, principalmente, pela PDVSA e pela Petrobras. A estatal brasileira se tornará a segunda maior produtora de petróleo da região, superando o México. 

Investimentos de Pesquisa e Mercados: companhias petrolíferas nacionais da América do Sul e Central e a rápida evolução que está transformando a região            

A revista francesa Usine Nouvelle traz matéria sobre a onda de novos estaleiros no Brasil, abre dizendo que “gigante de petróleo e gás Petrobras” aplica um programa para garantir seu abastecimento de navios e equipamentos e apela aos investidores a sustentar essa ambição. Diz que nos próximos anos, bilhões de dólares devem alimentar a indústria naval brasileira.

http://www.usinenouvelle.com/article/une-vague-de-nouveaux-chantiers-navals-au-br 

O plano do governo do Peru para iniciar as exportações de gás natural está esbarrando na oposição de líderes do sul do país, segundo informa a agência Reuters. Para os opositores, a proposta contribuirá para a escassez e não coloca os consumidores locais em primeiro lugar. Na matéria, a Petrobras é vista como uma empresa com papel importante no setor, encarregada de estudos para determinar o tamanho das reservas de gás natural próximas aos blocos do consórcio Camisea. 

Saiba mais: Empresas debatem gás no Peru